Agronline
Página inicial dos artigos
Início
 
Agricultura
 
Agroinformática
 
Desenv. Rural
Economia Rural
 
Pecuária
 
Uso de Helicóptero nos Estudos de Reprodução do Jacaré-do-Papo Amarelo.

09/07/2004

:. Do mesmo autor
Papel da temperatura na vida dos jacarés.

Uso do ultraleve nos estudos do jacaré-do-pantanal

Abate humanitário de crocodilianos

Movimento dos Jacarés no pantanal

Ecologia e Comportamento das Capivaras no Pantanal

Coleção de Referência da Herpeto e Mastofauna do Pantanal.

Os Jacarés Movem em Grupos?

Importância dos estudos Reprodutivos na conservação dos Jacarés Brasileiros

o Jacaré da Serra do Amolar, Pantanal.

Movimentos dos Jacarés em Busca de Alimento.

Estudos das Iguanas no Pantanal

Estudo da dispersão e movimento do jacaré-do-pantanal através das ondas do rádio

A paisagem na visão dos animais

Anurus da Estação Ecológica Nhumirim e do Entorno do Pantanal Sul

Os habitats do jacaré-paguá no entorno do Pantanal

Fazem 10 anos desde que um helicóptero foi usado pela primeira vez como ferramenta de estudo de um jacaré brasileiro. Levantamentos aéreos de ninhos são freqüentemente usados em estudos de crocodilianos em diversas partes do mundo. No entanto, na América do Sul a equipe da Embrapa Pantanal foi pioneira no emprego desta, primeiramente em estudos do jacaré-do-Pantanal (Caiman crocodilus yacare), e depois envolvendo também o jacaré-de-papo-amarelo (Caiman latirostris).

Esta espécie, Caiman latirostris, tem ampla distribuição geográfica em Países da América do Sul (Bolívia, Paraguai, Brasil, Argentina e Uruguai). No Brasil, ocorre naturalmente nas Bacias do São Francisco e Paraná, e é considerada ameaçada de extinção, devido a destruição de seu habitat e a caça ilegal. A biologia reprodutiva do jacaré-do-papo-amarelo na natureza é pobremente conhecida, e essas informações são necessárias para definição de planos de conservação e estudos do jacaré-do-Pantanal.

O local de estudo foi a área que mais tarde seria inundada pela usina Hidrelétrica de Porto Primavera, rio Paraná, nas bordas entre os Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul. Os levantamentos aéreos para localização dos ninhos na vegetação flutuante foram realizados de helicóptero, modelo Bell 206, em fevereiro de 1993 e 1994. Os pesquisadores contaram ninhos em 64 transectos, percorridos de helicóptero a uma altura de 61 m e velocidade de 111 km/h, amostrando uma área total de 957 km2 . Uma amostra dos ninhos localizados foi aberta e seus ovos foram contados e medidos. De cada ninho um ovo foi coletado para se estimar a idade dos ninhos.

A estimativa total foi de 630 ninhos na vegetação flutuante na área alagada do Rio Paraná. Desses, 8 ninhos foram visitados, mas somente 6 ninhos estavam intactos e continham de 7 a 33 ovos, com média de 23,8. As fêmeas estavam presentes em 2 ninhos, e tiveram de ser mantidas a distância por um dos pesquisadores enquanto outro examinava o ninho. A estimativa da idade dos embriões indica que a postura ocorreu no final de dezembro e a eclosão provavelmente ocorreu no começo de março, daquele ano.

Neste estudo, observou-se pela primeira vez que o jacaré-de-papo-amarelo faz ninhos sobre tapetes de vegetação flutuante e a partir dele os observadores fizeram várias recomendações para a minimização os impactos negativos da represa sobre as populações de jacarés daquela região. Entre as recomendações constava a implantação de uma grande área de preservação permanente, que mais tarde se concretizou no Parque Estadual das Várzeas do Ivinhema. Este parque hoje abriga provavelmente a maior população de jacarés da bacia do rio Paraná e de muitas outras espécies.

Zilca CamposEnvie um email!
Pesquisadora - EMBRAPA/CPAP
Guilherme de Miranda MourãoEnvie um email!
Pesquisador - EMBRAPA/CPAP

  Enviar este artigo por e-mail  Imprimir este artigo  Como citar esse artigo 
:. COMENTÁRIOS
    Clique aqui!  E deixe seu comentário sobre o artigo!

  • OI
    oi naum axei sobre o jacaré de papo amarelo =/
    *LuLyvis* - 05/08/05 16:17

  • :. ARTIGOS RELACIONADOS

    Artigos por assunto

    Administração Agribusiness Agricultura de Precisão Agricultura Familiar Agricultura Urbana Agroecologia e orgânicos Agroindústria Agronegócio Agropecuária Familiar Agropesquisa Alimentação Apicultura Avicultura Boi verde e Pecuária orgânica Bovinocultura Caprinocultura Ciência florestal Climatologia Comércio internacional Comunicação Contaminação de águas Cooperativismo Crédito agrícola Crédito Rural Crise Energética Desenvolvimento Rural Desenvolvimento Sustentável Ecologia Educação Exportação Extensão Fauna Silvestre Fertilidade do Solo Fertilidade e conservação do solo Fitopatologia Fitotecnia Forrageiras Fruticultura Genética Horticultura Internet na agricultura Irrigação e Drenagem Marketing Meio ambiente Nutrição animal Ovinocultura Paisagismo Pecuária Leiteira Piscicultura Plantas Daninhas Plantas Medicinais Plantio direto Pragas e doenças Rastreabilidade Animal Sanidade animal Segurança Alimentar Seguro agrícola Sementes Suinocultura Tecnologia Transgênicos Zoonoses
    Copyright © 2000 - 2017 Agronline.com.br