Agronline
Página inicial dos artigos
Início
 
Agricultura
 
Agroinformática
 
Desenv. Rural
Economia Rural
 
Pecuária
 
Contribuição da educação ambiental sobre a ciência moderna e o papel do cientista neste contexto

02/11/2005

:. Do mesmo autor
O porquê da educação ambiental?

Consciência e Liberdade: a contribuição das abordagens participativas para “aquisição de poder”

A ciência tradicional, baseada nos moldes cartesianos, tem encontrado no discurso da educação ambiental, seu ponto de ruptura paradigmática. Para os educadores ambientais, o cientista de hoje deve possuir uma postura ética no sentido real da palavra. O dicionário Aurélio define ética como: “estudo dos juízos de apreciação referentes à conduta humana suscetível de qualificação do ponto de vista do bem e do mal, seja relativamente à determinada sociedade, seja de modo absoluto”. Portanto, a ética envolve uma reflexão do papel do cientista como intelectual na sociedade, questionando o sentido da produção ou não de uma determinada tecnologia ou saber científico. Para isso, no centro desta reflexão, deveria estar o homem como ser que também faz parte da natureza, bem como suas relações passadas, atuais e futuras com o ambiente que o cerca. De acordo com a equipe da Embrapa Pantanal “a concepção de ambiente aqui empregada envolve fatores sociais, ecológicos, econômicos e culturais”.

Ao discutir ética, devemos lembrar que este não é um campo de conhecimento restrito à elite intelectual e, sim, uma forma norteadora da conduta das pessoas em seu dia-a-dia. Então, a discussão sobre a postura ética de um cientista deve considerar o cotidiano das pessoas e não traçar perfis éticos somente para a elite científica acadêmica que compõe o seu universo profissional, isto porque, o que é considerado ético por determinados cientistas de uma área do conhecimento, pode não ser considerado ético por outra área, o que demonstra e afirma a fragmentação do conhecimento científico e o seu olhar unidimensional disciplinar.

Não podemos deixar de lembrar que o cientista, seja ele de qual área for, também é um ser social, dotado de interesses, sentimentos e com seus valores morais pré-concebidos. É nesta afirmativa que a educação ambiental pode tentar alcançar seus objetivos. Ao entender o cientista como um ser social tal qual qualquer outro, sem dividir em degraus a hierarquia do saber, fica mais fácil atuar. O cientista, entendendo o papel que ele tem na sociedade como mais um membro e, com uma importância diferenciada, talvez entenda que esteja nas mãos desta “elite científica” o rumo para a mudança mundial. Tanto o cientista quanto a sociedade civil leiga poderá passar a compreender que a natureza não diferenciará em degraus hierárquicos quem sofrerá as possíveis conseqüências da degradação ambiental. Assim, talvez, ele passe a repensar seu posicionamento como pesquisador científico e ser social de forma integrada e sistêmica.

Páginas: anterior 1 2 próxima Topo da página


Cristhiane AmâncioEnvie um email!
Pesquisadora - EMBRAPA/CPAP

  Enviar este artigo por e-mail  Imprimir este artigo  Como citar esse artigo 
:. COMENTÁRIOS
    Clique aqui!  E deixe seu comentário sobre o artigo!

:. ARTIGOS RELACIONADOS

Artigos por assunto

Administração Agribusiness Agricultura de Precisão Agricultura Familiar Agricultura Urbana Agroecologia e orgânicos Agroindústria Agronegócio Agropecuária Familiar Agropesquisa Alimentação Apicultura Avicultura Boi verde e Pecuária orgânica Bovinocultura Caprinocultura Ciência florestal Climatologia Comércio internacional Comunicação Contaminação de águas Cooperativismo Crédito agrícola Crédito Rural Crise Energética Desenvolvimento Rural Desenvolvimento Sustentável Ecologia Educação Exportação Extensão Fauna Silvestre Fertilidade do Solo Fertilidade e conservação do solo Fitopatologia Fitotecnia Forrageiras Fruticultura Genética Horticultura Internet na agricultura Irrigação e Drenagem Marketing Meio ambiente Nutrição animal Ovinocultura Paisagismo Pecuária Leiteira Piscicultura Plantas Daninhas Plantas Medicinais Plantio direto Pragas e doenças Rastreabilidade Animal Sanidade animal Segurança Alimentar Seguro agrícola Sementes Suinocultura Tecnologia Transgênicos Zoonoses
Copyright © 2000 - 2017 Agronline.com.br