Agronline
Página inicial dos artigos
Início
 
Agricultura
 
Agroinformática
 
Desenv. Rural
Economia Rural
 
Pecuária
 
Programa de gestão ambiental da Embrapa Pantanal

Página 2/2

:. Do mesmo autor
A Interação Ser Humano-Natureza

Um fator limitante até 2005 era a falta de espaço físico para a construção de um local apropriado para o gerenciamento de resíduos produzido nos laboratórios (GERELAB), além da falta de recursos financeiros específicos para tal. Estes problemas foram solucionados por meio da obtenção de recursos e o início da construção em 2006 e já finalizada, do GERELAB. O comprometimento das chefias com a Gestão Ambiental na empresa ficou também evidenciado com a constituição do Comitê Local de Gestão Ambiental (CLGA) da Embrapa Pantanal, tendo na pessoa do chefe-geral como presidente do comitê. Ainda em 2006, a Unidade passou a participar do projeto institucional Proposta corporativa para a eliminação do passivo de resíduos químicos, biológicos e materiais contaminados das Unidades, que prevê diversas ações dentre as quais: a remoção e destinação final do passivo (estoque de resíduos já existentes) da Unidade, a elaboração do Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos; o licenciamento ambiental para a retirada dos resíduos perigosos e o acondicionamento dos resíduos perigosos da Unidade. Em março de 2007 foram retirados 835,9 kg de resíduos da Unidade pela empresa Silcon Ambiental, do Paraná, que venceu a licitação e é a responsável pelo transporte e encaminhamento para sua eliminação adequada.

A implementação de um Programa de Gestão Ambiental numa empresa é algo que exige, antes de tudo, mudança de atitudes e por isto, traz resultados somente a médio e longo prazo e requer compromisso com sua continuidade. O Programa de Gestão Ambiental da Embrapa Pantanal, como política institucional, veio para ficar, contudo para seu sucesso, é importante que o mesmo seja muito bem equacionado, discutido e assimilado por todos os funcionários. Certamente ainda existe um grande trabalho pela frente, mas as perspectivas são animadoras, considerando-se a premência de que toda a sociedade contribua para o aumento da “consciência ambiental” e por conseguinte, a sustentabilidade ambiental, a Embrapa Pantanal já está fazendo sua parte.

Páginas: anterior 1 2 próxima Topo da página


Fábio GalvaniEnvie um email!
Pesquisador - EMBRAPA/CPAP
Aldalgiza Ines CampolinEnvie um email!
Pesquisadora - EMBRAPA/CPAP
Rubens da Silva Pinheiro Envie um email!
Assistente - EMBRAPA/CPAP

  Enviar este artigo por e-mail  Imprimir este artigo  Como citar esse artigo 
:. COMENTÁRIOS
    Clique aqui!  E deixe seu comentário sobre o artigo!

:. ARTIGOS RELACIONADOS

Artigos por assunto

Administração Agribusiness Agricultura de Precisão Agricultura Familiar Agricultura Urbana Agroecologia e orgânicos Agroindústria Agronegócio Agropecuária Familiar Agropesquisa Alimentação Apicultura Avicultura Boi verde e Pecuária orgânica Bovinocultura Caprinocultura Ciência florestal Climatologia Comércio internacional Comunicação Contaminação de águas Cooperativismo Crédito agrícola Crédito Rural Crise Energética Desenvolvimento Rural Desenvolvimento Sustentável Ecologia Educação Exportação Extensão Fauna Silvestre Fertilidade do Solo Fertilidade e conservação do solo Fitopatologia Fitotecnia Forrageiras Fruticultura Genética Horticultura Internet na agricultura Irrigação e Drenagem Marketing Meio ambiente Nutrição animal Ovinocultura Paisagismo Pecuária Leiteira Piscicultura Plantas Daninhas Plantas Medicinais Plantio direto Pragas e doenças Rastreabilidade Animal Sanidade animal Segurança Alimentar Seguro agrícola Sementes Suinocultura Tecnologia Transgênicos Zoonoses
Copyright © 2000 - 2019 Agronline.com.br