Brasil, 19 de abril de 2014.
Ir para a página inicial Agrolinks Comunidade Ciência & Tecnologia Informação Negócios Publicidade
   
 
 Artigos
 Eventos
 Notícias
 Cadastre-se
 Agrociência
 Software
 Categorias
 Mais visitados
 Classificados





Página inicial dos artigos
Início
 
Agricultura
 
Agroinformática
 
Desenv. Rural
Economia Rural
 
Pecuária
 
Mitos e Verdades sobre o Colesterol de Ovos de Consumo

04-06-2007

:. Do mesmo autor
Proteína Ideal na Formulação de Dietas para Suínos e Aves

Atualmente, o consumo per capita de ovos no Brasil corresponde a cerca de 126 ovos por habitante por ano. Comparando aos altos consumos de paises desenvolvidos a exemplo do Japão (360 ovo/hab/ano), este consumo é, simplesmente, insignificante. As causas do reduzido consumo de ovo pelos brasileiros, são variadas. A principal delas tem sido o medo exagerado de colesterol do ovo devido à incidência de ataque de miocárdio, com esse esteróide levando muitos consumidores a colesterolfobia. Portanto, o reduzido consumo de ovo no Brasil é atribuído por muitos especialistas ao colesterol presente no alimento. Algo sem sentido e sem a mínima explicação científica para o fato. Esta infame “inverdade” muita às vezes dita pelos técnicos do meio zootécnico retira da boca do pobre um alimento de qualidade inigualável. Sim, por que o ovo de consumo é notadamente reconhecido como alimento de alta qualidade nutricional, com presença marcante no combate a desnutrição de consumidores em paises subdesenvolvidos, sobretudo de crianças. Esse alimento tem tido uma importância fundamental na desigualdade nutricional em virtude do baixo custo de aquisição, estando acessível a todas as classes sociais.

O ovo tem sido apontado como um ótimo componente da dieta de portadores de Alzheimer e Parkinson, por reduzir o agravamento das doenças. O ovo parece aumentar o QI, devido à presença marcante da colina, em razão do melhor funcionamento do cérebro, relacionado à formação de novos neurônios, até então não observados pelos pesquisadores em outro alimento. Além disso, em gestantes o ovo de galinha pode fornecer colina suficiente para o desenvolvimento do cérebro do feto.

Estudos científicos comprovam que as doenças cardiovasculares estão mais relacionadas com as complicações hereditárias e maus hábitos alimentares, como ingerir gorduras saturadas, principalmente a trans, do que mesmo com os níveis de colesterol dos ovos. Assim, em outros estudos tem sido sugerido o consumo de pelo ao menos um ovo por dia, podendo ser até dois, sem afetar a concentração de colesterol sangüíneo.

Apesar dessa precaução sem sentido de ser, os pesquisadores tem estudado o enriquecimento de ovo com ácidos graxos da série ômega-3, tornando o ovo num alimento funcional, por evitar problemas cardíacos através de ações antiinflamatórias. Os estudos com redução do colesterol da gema não tem tido êxito, por que as poedeiras modificam seu metabolismo para oferecer a devida quantidade de colesterol, utilizado para nutrição do embrião.

Particularmente, penso que a redução do consumo de ovo no Brasil ocorre, principalmente, em função da discriminação do produto. Não faz sentido, um país em nível de desenvolvimento socioeconômico como Brasil apresenta consumo de ovo inferior ao Japão; deveria ser exatamente o inverso. Também, não temos que desenvolver estudos para fortalecer as propriedades nutricionais do ovo. Este alimento por se só, é seguramente uma potencia alimentar. O que deve ser mudado é o conceito errado da colesterolfobia.

A crescente informação das qualidades alimentares do ovo, pelos técnicos pode num futuro breve, reduzir a descriminação do produto e aumentar o consumo, pois, nada justifica o baixo consumo de ovos pelos brasileiros.

José Jordão FilhoEnvie um email!
Estudante - UFPB

  Enviar este artigo por e-mail  Imprimir este artigo  Como citar esse artigo 
:. COMENTÁRIOS
    Clique aqui!  E deixe seu comentário sobre o artigo!

  • consumo de ovos
    CONSUMO 2 A 4 OVOS POR DIA,DESDE OS 40 ANOS HOGE ESTOU COM 57 ANOS TRABALHO 15 HORAS POR DIA TRINTA ANOS SEM FERIAS 15 DIAS SEM PARAR. SINTO-ME MUITO BEM.CREIO QUE SEJA PELO CONSUMO DE OVOS DIARIAMENTE,E ESTAR ESPIRITAULMENTE.
    darcio g da cruz - 01-01-2012 10:11h

  • Matéria interessante!!
    Realmente você falou uma verdade sobre o baixo consumo de ovos no Brasil, acho que devemos isto a uma mídia mal informada, que não procura e não vai atras da verdade, simplesmente entopem os brasileiros com informações que muitas vezes não são verdadeiras, pois, o interesse é fazer notícia! Vender notícia! e ganhar ibope na hora nobre da TV...
    Landi - 08-12-2011 17:06h

  • consumo de ovo
    Acho que estas explicação mostrando a importância do ovo, na dieta dos brasileiros deve ser mais divugada para estimular o seu consumo.
    Sebastião Marques - 30-05-2011 17:48h

  • tenho colesterol.
    Meu colesterol, esta assima do normal estou com 500assima do normal mas eu mesmo assim ainda posso comer um ovo por di a quem entende do assunto mim responda com sinceridade porque eu estou co m uma dieta ororosa ñ podendo comer nada porinconto ok.
    Renato Vieira da Silva Filho - 22-09-2010 17:07h

  • correção do artigo
    as células nervosas como os neurônios são células q ñ sofrem divisão portanto ñ existe o aumento delas como foi citado no artigo.
    Aline Sousa Nunes - 15-09-2010 11:36h

  • ovo e colesterol
    eu adoro comer ovo mas o segredo e comer com pimenta ai não fas mal apimenta baixa o colestrol tanbem.
    gisa - 19-08-2010 09:02h

  • artigo do ovo
    Eu adoro ovo , cozido , frito ,mexido ,é uma delicia , meu filho tbm adora o dele geralmente é mexido ou frito , ja minha filha pode colocar de qualquer jeito que ela come ate com gema mole , essa gente que nao come pq nao gosta ou pq fala que é coisa de pobre nao sabe o que ta perdendo !Eu adorei fiquei sabendo mais sobre o ovo ,,...
    adriana - 15-08-2010 23:16h

  • ovo e colesterol
    concordo com o que foi dito. autoridades no assunto deveriam expor na midia (foi atraves dela que começou esse preconceito) o quanto e saudavel o ovo e nada tem haver com o colesterol ruim. gosto muito de ovos e costumo consumir dois por dia.
    marlon lopes - 26-12-2009 09:37h

  • ovo de galinha
    eu acho que o ovo nada tem com colesterol
    jose aparecido de azevedo - 09-12-2009 15:02h

  • comentario
    queria informar que não são os técnicos do meio zootécnico que tiram da boca do pobre o alimento, mas sim médicos, principalmente cardiologistas, que ligam o colesterol ao consumo de ovo, sendo que nós zootecnistas tentamos incentivar o consumo de ovos, já que o Brasil tem um custo de fabricação de ração mais baixos que outros paises, favorecendo a produção e o nosso emprego obvio.
    carla - 04-11-2009 21:01h

  • ovo e o clolesterol
    olha e uma situação muito complexa,porque eu sempre ouvi dizer que ovo aumenta o colesterol,precisamos de informação mais profunda,eu acho que existe um pouco de discriminação em relação ovo. Gostaria de saber mais sobre esse produto pois atuo na área de alimentos e utilizamos muito o ovos.
    herminio Telles - 21-10-2009 06:21h

  • ingestão de ovos
    costumo comer 2 a 3 ovos dias, porem , crus... gostaria de saber qual o mal ou beneficio, e qual seria a media diária?
    bruna nogueira - 17-08-2009 10:21h

  • Consumo de ovos
    O Jornal O GLOBO publicou artigo em que con- dena o consumo de ovos em virtude da possível presença de Salmonela,em ovos que não estejam bem cosidos. Só a citação deste possível perigo, afasta o povo de se benefi-ciar da ingestão de ovos. Gostaria de saber o que há de verdade nesse artigo.
    Jorge Silveira - 18-06-2009 16:30h

  • mitos
    Assim como o mito do colesterol no ovo, é o da gripe suina, são notícias veiculadas erradamente pelos veiculos de comunicação que buscam única e exclusivamene audiência, sem qualquer preocupação ou responsabilidade, com o que vai causar a saúde e a econômia do pais.Tais noticias, deverião antes de serem veiculadas, passar por uma sensura. Pois depois de veiculadas, não tem mais solução, o prejuizo esta causado. Falta união dos criadores para irem buscar junto a justiça, os danos inreversives causados por notícias inresponsaveis e espetaculosas.
    Eduardo Moraes - 10-06-2009 22:52h

  • O fantasma do colesteról do ovo
    Concórdo plenameste com a presente reportagem. Manter esse fantasma do colesteról, só afasta cada vez mais da mesa do póbre, um alimento essencial para o combate a desnutrição. Caros amigos vamos comer óvos sem culpa e devemos mudar é nósso comportamento de sedentário para um comportamento com atividades mais saudáveis como a caminhada. Hoje todo mundo tornou-se dependente das facilidades como os carros.
    Antonio Carlos Francisco - 28-04-2009 19:59h

  • O ovo e o Colesterol
    É preciso uma informação mais profunda sôbre o Colesterol do ovo e sua atuação no organismo. Uma divulgação mais ampla sobre suas propriedades, que atinja todas as camadas sociais. Se ele é tão bom, por que não introduzi-lo nas escolas, inclusive para criair o hábito de comê-lo. Atenciosdamente
    FAUZE ABRÃO DAVID - 12-04-2009 12:08h

  • é um pouco confuso..
    José. Eu queria entender, sempre ouvir os médicos dizer que ovo aumenta o colesterol, e que só podíamos comer um ovo por semana, e ontem vi em um programa de TV justamente isso que você diz. É um pouco confuso, eu queria entender então porque durante anos os médicos orientavam a população a respeito de uma “hipótese”, acho isso um tanto que complicado, pois estamos tratando de vidas, e agora aparece essa história de ômega 3.afinal em quem vamos acreditar? Se puder me mandar algo mais pra me esclarecer eu agradeceria. Maurício Mendonça Estudante de fisioterapia-fasb Mauricio_rodox@hotmail.com
    mauricio meundonça - 09-01-2009 18:33h

  • consumo de ovos - equívocos....
    Achei bom o enfoque. Concordo plenamente, sinto que esse tipo de informação errada venha suprimir das mesas de todas as classes sociais, pobre, média e rica, pois todas estão sujeitas as intercorrencias comuns. Sendo que a classe pobre acaba se prejundicando muito mais, pela accessibilidade de fontes de proteinas e substancias plenamente benéficas ao nosso corpo. Sou médico - clínico geral - naturopata e acupunturista. Sempre oriento meus pacientes a ingerir ovos diariamente. Unica ressalva que faria nesse artigo, seria de orientar as pessoas na maneira de consumir o ovo, ié, consumí-lo cozido, ou na forma de omelete feito no tefal, para evitar a fritura, esta sim aumenta o colesterol. Obrigado pelas informações José Jordão Filho. Paulo Cezar.
    Paulo Cezar Meneghini - 04-12-2007 17:43h

  • :. ARTIGOS RELACIONADOS
    Proteína Ideal na Formulação de Dietas para Suínos e Aves
    Identificação e controle do choco em galinhas de postura

    Copyright © 2000 - 2014 Agronline.com.br