Brasil, 18 de abril de 2014.
Ir para a página inicial Agrolinks Comunidade Ciência & Tecnologia Informação Negócios Publicidade
   
 
 Artigos
 Eventos
 Notícias
 Cadastre-se
 Agrociência
 Software
 Categorias
 Mais visitados
 Classificados





Página inicial dos artigos
Início
 
Agricultura
 
Agroinformática
 
Desenv. Rural
Economia Rural
 
Pecuária
 
Sistema Agroflorestal é alternativa sustentável para produção rural

27-06-2005

:. Do mesmo autor
Do monocultivo ao uso de sistemas agroflorestais

Agricultura Familiar: em busca de novos rumos na região do Apiaú

O crescente aumento da exploração de áreas verdes, leva-nos à busca de soluções sustentáveis para a continuidade dessa atividade. A demanda por sistemas agroflorestais origina-se da grande exploração que ocorre no estado de Roraima, ocasionada, principalmente, por pequenos produtores, em áreas florestais, sem que haja o adequado planejamento dessa atividade.

Os sistemas agroflorestais (SAF), como técnica alternativa de uso da terra, tenta proporcionar um rendimento sustentável ao longo do tempo, introduzindo espécies anuais nos primeiros anos, seguidas de frutíferas semi-perenes e perenes e por fim as madeiráveis, os quais podem ainda, ser consorciadas com animais em uma mesma área.

Em 1990, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, tomou a decisão de transformar a maioria dos seus centros localizados na Amazônia em centros de pesquisa em sistemas agroflorestais.

A Embrapa Roraima, como forma de procurar solução para o problema e dar apoio à produção rural, segue esta tendência nacional para trabalhos com SAF. Desde 1995, mantém atividade no Campo Experimental Confiança, com a instalação e o acompanhamento de dois tipos de sistemas agroflorestais: o agrosilvicultural (ASC) e o agrosilvipastoril (ASP) com dois níveis de adubação, o de baixo e de alto insumo.

Desse campo saíram vários trabalhos que nos permitem comparações com várias situações reais, como o acompanhamento de alterações químicas do solo, análise da macrofauna do solo, avaliação silvicultural de espécies madeiráveis, estudo fitopatológico e outros.

Atualmente são feitos acompanhamentos e medições nos sistemas, privilegiando as linhas de atuação tais como: caracterização físico-química do solo e química da planta sob diferentes sistemas de manejo; análise de produção de biomassa e ciclagem de nutrientes; análise silvicultural de espécies madeiráveis e perenes; levantamento da população da macrofauna do solo; avaliação de leguminosa para cobertura do solo submetido a diferentes sistemas de manejo; caracterização de germoplasma e seleção de matrizes de cupuaçu em SAF; manejo de condução da pupunheira integrada a sistemas agroflorestais e avaliação econômica de atividades realizadas no sistema agrosilvicultural.

A Embrapa Roraima também trabalha com a implantação e o acompanhamento de sistemas agroflorestais (SAF) em região de assentamento. Trabalho este iniciado em 1999 em propriedades rurais de agricultura familiar, localizadas na Vicinal 7 da Vila do Apiaú – Mucajaí (RR). Desde então, foram selecionados vinte produtores rurais da Associação de Preservação Ambiental do Apiaú (Apaa). Atualmente, trabalha-se com dez áreas de produtores associados à Apaa, contando, ainda, com a parceria da Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento (Seaab).

A seleção foi realizada por meio do diagnóstico rápido rural, diagnóstico rápido participativo e sondagem, pelo qual se verificou a avaliação das condições edafo-climáticas, análises de solos, conhecimento da origem e grau de organização da comunidade, problemas e êxitos encontrados nas propriedades.

A definição de objetivos comuns surgiu através de uma seqüência de reuniões com as famílias e seleção das espécies de diferentes funções dos modelos agroflorestais. A proposta foi bem recebida e tem continuidade com a adaptação e ajuste dos sistemas implantados e a instalação de novos sistemas em áreas dos mesmos produtores participantes.

As ações visam proporcionar melhorias sócio-econômicas-ambientais para os produtores que trabalham com essa tecnologia, além contribuir para a adequação de atividades antrópicas no ecossistema amazônico.

Liane Marise Moreira FerreiraEnvie um email!
Pesquisadora - EMBRAPA/CPAFRR

  Enviar este artigo por e-mail  Imprimir este artigo  Como citar esse artigo 
:. COMENTÁRIOS
    Clique aqui!  E deixe seu comentário sobre o artigo!

  • SAFs
    GOSTEI MUITO DO ARTIGO POIS ME AJUDOU MUITO NO TEMA DO MEU TCC, QUE ESTOU FAZENDO ENFOCANDO OS SISTEMAS AGROFLORESTAIS NA AMAZÔNIA, COMO UMA FORMA SUSTENTÁVEL PRO PEQUENO PRODUTO RURAL COMO TAMBÉM NA RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS E MATAS CILIARES.
    Francisco de Sousa Coêlho - 21-11-2012 12:58h

  • SAF
    GOSTEI MUUITO,POIS ESTOU ESTUDANDO NA CASA FAMILIAR RURAL DE BELTERRA,E ESTAMOS ESTUDANDO SOBRE SAF.ACHO MUITO INTERESSANTE.PARABENS.TENHO CERTEZA QUE E UM SISTEME VIAVEL.AMANDA ,SANTAREM
    AMANDA SANTOS - 09-03-2012 15:27h

  • sistema agroflorestal
    Gostaria de buscar alternativas para SAF em Nova Friburgo.Morando na região rural acredito na sua importância.
    Margarete - 17-07-2011 07:34h

  • SISTEMA AGRO-FLORESTAL
    É uma alternativa de produção sustentável e agroecológica!!! flow brow!!!
    LUCIANO GABIATTI - 14-06-2011 12:26h

  • SAFs
    É uma alternativa de uso sustentavel que garente o futuro das geraçoes futuras,na preservaçao das especies ecologicas e na preservaçao do bioma.
    poliana sousa - 02-04-2011 20:23h

  • SAFs
    Sem dúvida é um sistema viável e se o mundo optar por esse sistema reduziria para 80% os impactos ambientais.
    João Laty - 11-09-2010 16:55h

  • sistema agreoflorestal
    eu acho que tudo que fazemos para mudar os sistema é faforavel
    Wilamy Santos Sousa - 19-08-2010 17:17h

  • sistemas groflorestais
    deveriam aplicar nas fazendas dos grandes produtores que so querem desmatar para criar animais
    nanda - 25-05-2010 10:35h

  • Sistema agroflorestal
    é um excelente meio de reflorestamento para a presevarção do hábitat,alem do grande favorecimento na reculperação dos nutrientes ao solo e a presevarção da fauna e flora.
    Eulian - 22-01-2010 18:26h

  • duvida
    Qual o fator técnico que prepara o plantio das plantas anuais antes das perenes?
    Ana Paula - 12-10-2009 21:47h

  • escolas com formação em engenheiros florestais no pará

    frankln rodrigo lourençopereira - 12-06-2009 08:15h

  • Agroflorestal
    É uma ótima alternativa o SAF, ajuda tanto no reflorestamento de áreas desmatadas como na produção agrícola, só que no estado de SP o que vem acontecendo é o seguinte, propriedades são obrigadas a ter vinte por cento de reserva legal ou seja com arvores nativas, isto é ótimo, mas foi estabelecida uma lei que dentro desses vinte por cento de reserva legal cinquenta por cento pode ser SAF, isto é um absurdo porque na minha opinião, eles não estão cumprindo com os vinte por cento de reserva legal, simplesmente eles estão visando apenas o lucro que vão ter com o SAF, o homem desmata e usoflui da floresta para cultivo e pastagem, quando obrigam propriedades a terem vinte por cento de reserva legal que no meu ver é muito pouco, vem um deputado e elabora uma outra lei, diminuindo para dez por cento a reserva legal, o que vai ser de nossas florestas no futuro?
    Bio - 30-01-2009 08:47h

  • agroflorestal
    foi muito legal sua matéria sobre o agroflorestal
    marcos alessandro - 18-05-2008 01:53h

  • AGROFLORESTAL
    ACHEI, MUITO IMPORTANTE VOU PRECISAR DESTE ARTIGO. vcs está de parabéns continuem assim ,nós agrdecemos de coraçaõ............ abraços
    CELIA REGINA - 23-10-2007 09:40h

  • AGROPASTORIL
    PARABÉNS PELO ROTEIRO ESTÁ MUITO BOM.........
    célia regina - 23-10-2007 07:38h

  • agricultura
    Eu queria saber mais sobre o cultivo agrícola na zona rural e também uma explicação sobre os sistemas florestais.
    lucas - 07-05-2007 21:02h

  • :. ARTIGOS RELACIONADOS
    A Embrapa Rondônia e o Desenvolvimento Sustentável
    A promoção do Desenvolvimento Territorial em Rondônia.
    Arquitetura, agricultura e floresta sustentável – encontrando uma nova abordagem dos cenários rurais.
    As florestas podem ser parceiras do desenvolvimento
    A biodiversidade como estratégia para o desenvolvimento
    A biodiversidade como estratégia para o desenvolvimento
    A comunicação no processo organizativo para o manejo florestal comunitário em assentamento rural
    Agricultura sustentável e resgate do conhecimento tradicional.
    Biodiesel para quem?

    Copyright © 2000 - 2014 Agronline.com.br