Agronline
Página inicial dos artigos
Início
 
Agricultura
 
Agroinformática
 
Desenv. Rural
Economia Rural
 
Pecuária
 
Agricultura urbana em Corumbá/MS

20-08-2007

:. Do mesmo autor
Alimentos orgânicos: melhor para vida

A Interação Ser Humano-Natureza

As palavras “agricultura” e “urbano“ sempre significaram coisas opostas. No entanto, nos últimos anos começou-se a ouvir a expressão “agricultura urbana”. A expressão é reconhecida pela FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação) e refere-se a pequenas áreas situadas dentro de uma cidade e destinadas a cultivos e criação de pequenos animais (acordo com a legislação de cada país), para consumo próprio ou para venda em mercados locais.

Na verdade pode-se falar em várias agriculturas que ocorrem dentro do perímetro urbano, e que se diferenciam pelo tamanho de exploração (desde propriedades médias nas periferias das cidades até plantios em vasos nas sacadas de apartamentos), objetivo da atividade (produção comercial, complementação de renda, reinserção social, resgate e preservação cultural, atividade de lazer, busca por alimentos mais sadios, entre outros), origem (atividades espontâneas de agricultores, projetos privados ou governamentais), tecnologia empregada, etc.

Em muitas partes do mundo contribuem de forma significativa para a segurança alimentar das populações periféricas. A produção urbana de alimentos é muito importante na China, foi fundamental para a sobrevivência de Cuba após o fim da URSS e está se ampliando nas periferias das grandes cidades de toda América, inclusive nos Estados Unidos.

A iniciativa, muitas vezes parte de organizações não governamentais ou instituições públicas, que procuram organizar populações carentes e incentivá-las a implantar hortas, em geral comunitárias, com objetivo de assegurar o auto-abastecimento ou a geração de renda através da comercialização. Estas iniciativas têm alcançado diferentes graus de sucesso, alguns positivos, outras são abandonadas quando termina o estimulo externo.

Entretanto, ao lado das iniciativas direcionadas, na maioria das cidades, independente do tamanho, um grupo expressivo de pessoas se dedica à produção agrícola de diversos tipos, sem nenhuma visibilidade, ignorados pelo poder público e sem apoio ou incentivo, ao contrario, na maioria das vezes sofrendo sanções de diferentes tipos e formas.

Páginas: anterior 1 2 próxima Topo da página


Alberto FeidenEnvie um email!
Pesquisador - EMBRAPA/CPAC
Edécio Burguês de Andrade Junior Envie um email!
Engenheiro Agrônomo - Pref. Corumbá
Alexandre Vasconcelos CavassaEnvie um email!
Médico Veterinário - Pref. Corumbá

  Enviar este artigo por e-mail  Imprimir este artigo  Como citar esse artigo 
:. COMENTÁRIOS
    Clique aqui!  E deixe seu comentário sobre o artigo!

Artigos por assunto

Administração Agribusiness Agricultura de Precisão Agricultura Familiar Agricultura Urbana Agroecologia e orgânicos Agroindústria Agronegócio Agropecuária Familiar Agropesquisa Alimentação Apicultura Avicultura Boi verde e Pecuária orgânica Bovinocultura Caprinocultura Ciência florestal Climatologia Comércio internacional Comunicação Contaminação de águas Cooperativismo Crédito agrícola Crédito Rural Crise Energética Desenvolvimento Rural Desenvolvimento Sustentável Ecologia Educação Exportação Extensão Fauna Silvestre Fertilidade do Solo Fertilidade e conservação do solo Fitopatologia Fitotecnia Forrageiras Fruticultura Genética Horticultura Internet na agricultura Irrigação e Drenagem Marketing Meio ambiente Nutrição animal Ovinocultura Paisagismo Pecuária Leiteira Piscicultura Plantas Daninhas Plantas Medicinais Plantio direto Pragas e doenças Rastreabilidade Animal Sanidade animal Segurança Alimentar Seguro agrícola Sementes Suinocultura Tecnologia Transgênicos Zoonoses
Copyright © 2000 - 2014 Agronline.com.br