Agronline
Página inicial dos artigos
Início
 
Agricultura
 
Agroinformática
 
Desenv. Rural
Economia Rural
 
Pecuária
 

Agricultura de Precisão

Os mais recentes e impressionantes avanços da automação têm ocorrido na área dos sentidos: audição, visão, tato, paladar e olfato. Sensores auditivos e visuais estão bem estabelecidos no mercado há vários anos e em diversas aplicações; avanços nessas áreas dependem mais da velocidade de processamento dos computadores e da sofisticação dos programas do que da evolução dos sensores. Mais recente, sensores táteis já estão sendo aplicados em robótica, biomecânica, aerodinâmica e mecânica dos fluidos. Por sua vez, sensores olfativos e gustativos estão em estágio menos avançado, principalmente os destinados à simulação das sensações humanas, porque sensores olfativos e gustativos são mais complexos que os anteriores, desde os transdutores até o processamento dos sinais. A ênfase aqui são para os sensores de paladar e aplicados a analise de bebidas de interesse para o agronegócio.
Autor: João de Mendonça Naime
As técnicas de produção têm evoluído com a utilização das novas tecnologias de monitoramento do campo. Em especial, sistemas que permitem identificar, registrar e certificar as evoluções e resultados. Esta informação combinada com a geoinformação pode direcionar várias ações no campo durante o ciclo do cultivo ou em datas posteriores à colheita, possibilitando localizar e fornecer um diagnóstico preciso da área de cultivo. A partir daí, podem ser elaborados os mapas de recomendações: descompactação, fertilidade, aplicação de insumos em taxa variável, entre outros.
Autor: Lúcio André de Castro Jorge
Um sistema de alta eficiência para monitoramento do comportamento de insetos deve seguir os movimentos do inseto em tempo real e armazenar todas as informações possíveis como: tempo de residência em cada área da região monitorada, a velocidade, a tortuosidade e linearidade com que o inseto caminha quando estimulado. Este tipo de monitoramento é praticamente impossível de ser realizado por observação direta e registro simultâneo, sem a utilização de nenhum aparelho específico.
Autor: Lúcio André de Castro Jorge

Agricultura Familiar

Sobre projeto de desenvolvimento da mandiocultura no município de Cantá (RR) em parceria com agricultores familiares, Embrapa Roraima, Universidade e diversas instituições.
Autor: Dalton Roberto Schwengber
É consenso entre os agricultores familiares de que “a terra que tem minhoca é melhor para a produção de hortaliças e frutas”. Eles sabem dos benefícios das minhocas no solo, como a maior aeração, maior capacidade de retenção de água, além, é claro, da melhoria das qualidades químicas.
Autor: Gustavo Schiedeck
A organização dos pequenos produtores rurais: um caminho para o Desenvolvimento Sustentável e passaporte para o sucesso da Agricultura Familiar na Amazônia brasileira
Autor: George Duarte Ribeiro
agricultura familiar da região semi-árida do Nordeste brasileiro tem sua sustentabilidade na exploração de culturas de subsistência (milho, feijão e mandioca) e, principalmente na criação extensiva de caprinos e ovinos. Os pequenos agricultores desta região convivem com uma situação bastante peculiar quanto às fontes de renda, das quais dependem para sua sobrevivência, pois, seus sistemas de produção são constituídos basicamente pela agricultura de subsistência e pela pecuária extensiva. Por outro lado, há outras fontes de renda e de absorção de mão-de-obra, bastante significativas, como o extrativismo vegetal, de modo especial, o fruto do imbuzeiro. Essa atividade assegurar em maior parte a subsistência dos pequenos agricultores, cujo processo produtivo baseia-se, principalmente, na agricultura de subsistência. O objetivo de trabalho foi estudar a participação do extrativismo do fruto do imbuzeiro na absorção de mão-de-obra e geração de renda dos pequenos agricultores de 5 comunidades localizadas na região semi-árida do estado da Bahia.
Autores:
Nilton de Brito Cavalcanti
Geraldo Milanez de Resende
Luiza Teixeira de Lima Brito

Agricultura Urbana

Agricultura urbana em Corumbá/MS
Autores:
Alberto Feiden
Edécio Burguês de Andrade Junior
Alexandre Vasconcelos Cavassa

Agroecologia e orgânicos

Dentre os numerosos problemas que a sociedade brasileira enfrenta, assim como outros países em desenvolvimento, dois são de inegável importância numa perspectiva sustentável...
Autor: Josiane Pacheco Menezes
As primeiras experiências com modelos alternativos de agricultura ocorreram no início do século passado, sendo que o movimento passou a ganhar força a partir dos anos 60/70, com o nome de Agricultura Alternativa.
Autores:
Alberto Feiden
Denise Justino da Silva
Atualmente, o progresso nas ciências agronômicas tem sido grande e constante, assim como a especialização de seus profissionais.
Autor: Josiane Pacheco Menezes
A agricultura orgânica de substituição de insumos conserva a mesma mentalidade do “fator limite” da agricultura conservadora, que conduziu as pesquisas agrícolas convencionais do passado. Esta mentalidade está enfocada na “lei do mínimo” onde, em um determinado momento, há sempre um fator que limita o incremento da produção e este fator pode ser superado via aplicação de um insumo externo apropriado. Superado este fator pela adição de insumos, os seguintes também serão combatidos pela adição de outro insumo. Este processo continua consecutivamente a cada novo fator limite encontrado. É a forma de simplificação do problema, uma abordagem não holística do sistema agrícola, uma abordagem simplista, principalmente porque conserva o modelo de monocultivos.
Autor: Cristiane de Jesus Barbosa
A biodiversidade se refere a todas as espécies de plantas, animais e microrganismos que existem e interagem reciprocamente dentro de um ecossistema. Em todos agroecossistemas, os polinizadores, os inimigos naturais, as minhocas e os microrganismos do solo são componentes chaves da biodiversidade e têm papel importante ao mediarem processos como controle natural, reciclagem de nutrientes e decomposição.
Autor: Cristiane de Jesus Barbosa
O texto analisa o impacto econômico provocado pelo emprego de uma tecnologia em comunidades rurais do município de Casa Nova, no semi-árido baiano.
Autor: José Lincoln Pinheiro Araújo

Agronegócio

Para enfrentar as oscilações constantes da agricultura, os produtores rurais não conseguem fazer reservas e não têm do governo o apoio necessário para enfrentar momentos de crise.
Autor: Evaristo Machado Netto
Até que ponto o sucesso do agronegócio nacional é sustentável. Alguns gargalos a enfrentar.
Autor: José Eduardo Ferreira da Silva
A macaúba tem sido indicada como uma espécie oleaginosa promissora para a produção de óleo vegetal destinado à fabricação de biodiesel, principalmente devido ao alto volume de óleo por hectare (espera-se uma produtividade de dois a cinco mil quilos, dependendo do número de plantas por hectare e da produtividade das plantas), a rusticidade da planta, e pelo suporte que os co-produtos podem proporcionar à sua rentabilidade: o carvão, originado da casca da semente (endocarpo); o óleo da amêndoa, destinado a indústria de cosméticos; e as duas rações - a primeira, produzida a partir da polpa, visando à alimentação de bovinos, e a segunda, a partir da amêndoa, usada na alimentação de aves devido ao seu elevado valor proteico, ambas apreciadas pelo já existente grupo de compradores.
Autores:
José Mauro M. A. Paz Moreira
Tito Carlos Rocha de Sousa
Devemos dar mais atenção para o adubo micro e macroeconômico. Os insumos econômicos devem estar na pauta dos diversos atores do sistema agroindustrial.
Autor: José Eduardo Ferreira da Silva
A mandiocultura no país varia desde a cultura tradicional, de subsistência e baixa produtividade, até pólos com plantios de mandioca empresarial, mecanizados...
Autor: Dalton Roberto Schwengber
O artigo aborda aspectos para o crescimento da cultura do amendoim, como agronegócio de significativa importância econômica nacional e internacional.
Autor: Oscar José Smiderle
Quais são as particularidades da ferramenta de gestão, que revolucionou outros setores, para aplicação no agronegócio.
Autor: José Eduardo Ferreira da Silva
No mundo moderno as vendas dirigidas ao agronegócio precisam, cada vez mais, representar um benefício que satisfaça as mecessidades, anseios, espectativas e desejos do consumidor rural.
Autor: José Carlos Caires

Agropesquisa

No mercado mundial, o mel é avaliado por sua cor, méis claros alcançam preço mais alto que os escuros.Aroma e sabor são relacionados com sua cor.
Autor: Regina Célia Della Modesta
Na cultura da soja a produtividade, a eficiência e a lucratividade são aspectos da maior relevância, além de que se deve sempre procurar a sustentabilidade dos processos produtivos. Nesse contexto, os fertilizantes, cuja importância é conhecida há décadas, representam um significativo percentual do custo de produção da soja. Segundo dados da Embrapa Agropecuária Oeste, este percentual é da ordem de 20 a 30 % dependendo do nível tecnológico do produtor. Assim como as raízes, as folhas da soja têm a capacidade de absorver os nutrientes depositados na forma de solução em sua superfície.
Autor: Luiz Alberto Staut
A agricultura praticada em nosso país ainda tem uma forte dependência da utilização de agrotóxicos, os quais têm a finalidade de controlar pragas, doenças e plantas daninhas, garantindo patamares mais elevados de produtividade e, conseqüentemente, maior retorno econômico da atividade agrícola. No entanto, os agrotóxicos podem ser altamente tóxicos aos diversos organismos não-alvo, incluindo os seres humanos.
Autor: Rômulo Penna Scorza Júnior
Os insetos-praga são responsáveis por perdas significativas na produtividade de inúmeras culturas. Entre os principais métodos de controle, destacam-se o controle
Autor: Harley Nonato de Oliveira
Os fungos são elementos microbianos encontrados em todos os lugares, seja na água, no ar ou no solo. Existem milhares de espécies de fungos, e dentre estes milhares algumas espécies atacam ou apenas sobrevivem em produtos agrícolas. Alguns destes fungos possuem a capacidade de produzir toxinas, chamadas de micotoxinas.
Autor: Valéria Saldanha Bezerra
A opção brasileira está na aplicação do etanol como via para a obtenção do biodiesel. Com isso, requererá maior demanda na produção de álcool.
Autor: Washington Luiz de Barros Melo
Consorciação de Cultivos na Lavoura Cafeeira numa consorciação na lavoura cafeeira, além de se considerar as características básicas da cultivar de café como adaptação às condições de clima e solo, resistência à pragas e doenças e elevado índice de produtividade, devem ser observados os aspectos vegetativos como altura de planta, diâmetro de copa e dimensão do sistema radicular, cujas as características irão determinar o desenvolvimento e a condução da cultura, que são imprescindíveis na definição dos espaçamentos, arranjos e manejos com outras espécies.
Autor: Julio Cesar Freitas Santos
Ainda que existam grandes plantios de abacaxi no mundo, utilizando tecnologia avançada, essa cultura é explorada, na maioria dos casos, por pequenos e médios agricultores. Esse fato, de certo modo, dificulta a introdução e adoção de novas técnicas de cultivo desenvolvidas pela pesquisa, sobretudo naquelas regiões onde a abacaxicultura não tem o devido amparo da assistência técnica e creditícia, nem a garantia de comercialização. Por isso mesmo, o agricultor enfrenta um maior risco no seu empreendimento e investimento, o que torna a consorciação de culturas altamente recomendável. A cultura do abacaxi apresenta alta rentabilidade econômica, apesar de requerer tratos culturais intensivos, o que encarece o custo de produção, além de que os mercados de destino desse fruto exigem produtos de alta qualidade. Assim, para se alcançar um rendimento satisfatório, são necessários altos investimentos, o que os abacaxicultores em geral não podem fazer, a não ser que sejam assistidos por cooperativas ou associações de classe. Por esses motivos, em várias regiões produtoras de abacaxi do mundo, os agricultores têm procurado minimizar os riscos decorrentes da sua exploração, adotando o cultivo consorciado, especialmente com culturas alimentares de ciclo curto. Acredita-se que tal sistema de cultivo, além de não causar maiores problemas às culturas consorciadas, é altamente benéfico do ponto de vista sócio-econômico para o agricultor, que tem sua renda aumentada e qualidade de vida melhorada.
Autores:
Getúlio Augusto Pinto da Cunha
Domingo Haroldo Reinhardt
O artigo demonstra a importância da pesquisa agropecuaria para o avanço do agronegócio nos últimos 30 ano, particularmente na década de 90
Autor: Clayton Campanhola
O artigo trata dos modelos de simulação,que otimizam o entendimento da dinâmica da MOS e são ferramentas essenciais para estimar mudanças climáticas, para testar cenários específicos e para desenvolver estratégias que mitiguem os efeitos dessas mudanças.
Autor: Luiz Fernando Carvalho Leite
A retenção e o armazenamento da água, em pequenos reservatórios, constituem na única maneira de garantir um fornecimento seguro e continuado de água de forma a atender às diversas demandas hídricas.
Autor: Lineu de Neiva Rodrigues
Compostagem é um processo biológico de transformação de resíduos orgânicos como palhadas, estercos, restos de alimentos, em substâncias húmicas, isto é, em matéria orgânica homogênea e estabilizada, de cor escura e rica em partículas coloidais. Pronta para ser utilizada como composto orgânico.
Autores:
Frederico Olivieri Lisita
Marcos Tadeu Borges Daniel Araújo
O tomate cereja é reconhecido pelo excelente sabor e atrativa coloração vermelha e uniforme que lembra uma cereja, sendo muito utilizado na ornamentação de pratos. Desde 2002, o Departamento de Fitotecnia da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) estuda diversos acessos de tomate cereja produzidos em sistema orgânico. Até agora, mais de 40 acessos já foram plantados para avaliar o efeito de diferentes tratamentos na agricultura orgânica para controle de pragas e doenças.
Autor: Rosires Deliza

Apicultura

A qualidade do mel pode ser significativamente afetada pelo manejo durante a colheita. Essa etapa pode ser considerada a primeira fase crítica do processo de obtenção do produto, onde o mel ficará exposto às condições ambientais e de manuseio que poderão interferir em sua qualidade final.
Autor: Maria Teresa do Rêgo Lopes

Avicultura

O choco pode ser entendido como uma parada na produção de ovos em fêmeas de espécies avícolas. Leia no artigo, como identificar e controlar o choco em poedeiras.
Autores:
Jacir Albino
Levino José Bassi
O medo exagerado de colesterol do ovo, pelos consumidores vem fazendo o brasileiro esquecer de um produto de qualidade inigualável a preços acessíveis a toda sociedade.
Autor: José Jordão Filho
A aplicação do modelo de proteína ideal tem sido aprovado e recomendado, nos últimos anos, por aumenta o desempenho dos animais e reduz a poluição ambiental, em dieta de custo mínimo.
Autor: José Jordão Filho

Ciência florestal

No Pantanal, toda a planta é muito utilizada pela população. As folhas podem ser usadas para suplementação alimentar de cavalos e bois. A madeira, serve para parede, caibro e ripa. Os frutos (polpa e castanha) são muito apreciados tanto pelo homem como pela fauna doméstica e silvestre.
Autores:
Suzana Maria de Salis
Abel Ricardo da Maia Juracy
O Pantanal é um lugar único no planeta, onde há um esforço muito grande de se preservar a flora e sua distribuição/multiplicação. A vegetação da região é composta por espécies que variam conforme a topografia e os diferentes níveis de alagamento, criando-se assim ecossistemas únicos que podem ser identificados sobre lagoas permanentes e temporárias, lagoas salobras, campos cerrados, cordões arenosos e matas.
Autor: Marçal Henrique Amici Jorge
O artigo aborda a questão da produção de carbono por florestas de seringueira e a utilização dos Certificados de Emissões Reduzidas (CERs) como alternativa de renda para os seringueiros na Amazônia.
Autor: Rivadalve Coelho Gonçalves
O autor apresenta as principais exigências para a consorciação do coqueiro com culturas de ciclo curto e relaciona as principais vantagens desse consórcio para os produtores, plantas e solo.
Autor: Humberto Rollemberg Fontes
Com a intensificação dos cultivos comerciais do coqueiro no Brasil, o artigo procura mostrar a relação entre a densidade de plantio e a produtividade do coqueiral, ressaltando os cuidados demandados pelo adensamento.
Autor: Humberto Rollemberg Fontes
Apresenta o projeto de pesquisa em rede da Embrapa que tem como objetivo aprofundar o conhecimento e as demandas de pesquisa para o uso sustentável de produtos florestais não madeireiros na Amazônia.
Autor: Helio Tonini
O gênero Acacia tem uma relevante importância do ponto de vista social e industrial no reflorestamento tropical. Os primeiros plantios de Acacia mangium em Roraima ocorreram em 1999 com o objetivo de avaliar seu crescimento nas condições de cerrado...
Autor: Alberto Luiz Marsaro Júnior
O uso de instrumentalização verticalizada no processo de desenvolvimento de programas florestais...
Autor: Ederson Augusto Zanetti
Em 2004, a Embrapa Pantanal adotou mais uma linha de pesquisa que visa explorar de forma racional as espécies vegetais regionais, que algumas vezes vêm sendo utilizadas de maneira inadequada.
Autor: Marçal Henrique Amici Jorge
Apesar dos produtos florestais não madeireiros – PFNM serem amplamente utilizados nos dias de hoje na forma de remédios in natura, industrializados pouco se conhece acerca dos padrões de produção e comercialização destes produtos, que são até mais valorizados pelo mercado internacional que o mercado brasileiro, como o óleo do côco de babaçu, amplamente exportado para a Europa.
Autor: Michelliny de Matos Bentes-Gama
O artigo ressalta a importância do uso de mudas de boa qualidade e apresenta as principais características dos sistemas tradicional e alternativo de produção de mudas.
Autor: Humberto Rollemberg Fontes
A restauração ecológica tem evoluído como ciência no Brasil desde o século XIX, quando se registra a primeira ação efetiva de reflorestamento sem fins produtivos no país...
Autor: Patrícia da Costa
O uso de fertilizantes em reflorestamento ocorre, na maioria das vezes, na época do plantio, sendo o modo de aplicação quase sempre na cova. Por isso os nutrientes exigidos na fase de crescimento são supridos pela reserva do solo e pela ciclagem do material orgânico.
Autor: José Teodoro de Melo
De acordo com estimativas já realizadas, 60% das terras cultivadas no mundo são administradas por métodos tradicionais e de subsistência.
Autor: Michelliny de Matos Bentes-Gama
A Amazônia ainda é detentora de recursos naturais abundantes e disponíveis que são utilizados sem a preocupação de sua conservação, para as gerações futuras.
Autor: Michelliny de Matos Bentes-Gama

Climatologia

O clima do planeta Terra, entendido como um sistema interativo e de natureza complexa, evolui no tempo sob a influência da dinâmica interna de seus componentes (atmosfera, biosfera, hidrosfera, criosfera e superfície terrestre).
Autores:
Ana Helena B. Marozzi Fernandes
Fernando Antonio Fernandes
A quantificação dos diferentes elementos do ciclo hidrológico tem se constituído de base de informação mais determinante para o planejamento do desenvolvimento local e regional. Nesse contexto, adquire particular importância o conhecimento do processo da interceptação das precipitações nos ecossistemas naturais que, se constitui numa “perda” para as reservas hídricas do solo.
Autor: Ricardo Augusto Calheiros de Miranda
No Brasil, existem poucos relatos sobre levantamentos de anfíbios aliado ao conhecimento da história natural e da ecologia de cada espécie.
Autores:
Marcelo Gordo
Zilca Campos
Nas últimas décadas, devido ás evidências das mudanças globais, tem havido uma preocupação crescente com o clima do nosso Planeta.
Autor: Balbina Maria Araújo Soriano

Comunicação

Outros fatores contribuíram para esta realidade: a mudança do papel do estado na economia, o impulso irreversível de abertura comercial, as privatizações de empresas estatais, desregulamentação de inúmeras atividades econômicas, e as aquisições e fusões maciças de empresas nacionais por grupos transnacionais. A tudo isto, soma-se a paulatina integração do país a abertura comercial, a formação de blocos econômicos e a informatização do mercado.
Autor: Hélio Augusto de Magalhães
O consumo de frutas e hortaliças (FH) tem sido estimulado em vários países em função dos benefícios no combate às deficiências de vitaminas e sais minerais e na prevenção de doenças crônicas não transmissíveis, como doenças cardiovasculares, câncer, diabetes e obesidade.
Autores:
Virgínia Martins da Matta
Silvia Cristina Farias
Apesar dos tradicionais informativos impressos continuarem a desempenhar papel importante na certificação da ciência e na comunicação científica, as novas tecnologias de informação surgidas, principalmente nas últimas décadas, estão ampliando cada vez mais espaço na sociedade. Proporcionalmente a estas inovações as expectativas da população, como por exemplo, o amplo acesso à informação e a diminuição do isolamento de pesquisadores em relação a sociedade vem se fazendo presente no dia-a-dia.
Autor: Hélio Augusto de Magalhães
Os consumidores estão mais atentos a rotulagem dos alimentos. O hábito de olhar o preço continua sendo o primeiro, porém a atenção para data de validade tem se tornado cada vez mais utilizada para a decisão de compra. É imprescindível que o consumidor observe a data de validade, pois um produto vencido pode trazer risco à saúde ou, no mínimo, ter suas propriedades alteradas tendo impactos na sua qualidade nutricional e composição.
Autor: Roberto Luiz Pires Machado
Tem coisa mais chata que ciência? Tem! Um texto mal escrito sobre ciência. E não tem fórmula para fazer um bom texto nessa área. O pobre do escritor tem que experimentar aqui e ali e torcer para dar certo. E quando dá, corre o risco de ser tachado de sensacionalista. Pode?! Pode!
Autor: Soraya Pereira
As soluções para as problemáticas indígenas impõem desafios aos diversos segmentos da sociedade, quer seja por órgãos políticos–administrativos, quer seja por instituições de pesquisa e desenvolvimento que atuam no país, como a Embrapa, por exemplo.
Autor: Gercilene Teixeira

Ecologia

A cadeia alimentar aquática do Pantanal do rio Paraguai foi investigada durante um ciclo de seca-cheia completo (1998-99) com o objetivo de identificar as fontes primárias de energia (carbono) que a sustentam.
Autor: Débora Fernandes Calheiros
O primeiro passo essencial na pesquisa no âmbito do manejo de vida silvestre é definir a paisagem. Os ambientes são heterogêneos no espaço e tempo, e o padrão dessa heterogeneidade afeta a abundância e a distribuição dos organismos e arranjos da população e comunidade.
Autor: Zilca Campos
A coleção de referência foi criada pela Embrapa Pantanal com o objetivo central de manter um banco de dados das espécimes de anfíbios, répteis e mamíferos que ocorrem no Pantanal. O acervo de espécimes da fauna busca a identificação e classificação taxonômica das espécies coletadas.
Autor: Zilca Campos
Atualmente, a comunidade científica reconhece que as populações locais, também denominadas populações tradicionais, possuem os conhecimentos e as respostas necessárias à sua sobrevivência no meio em que vivem.
Autor: Agostinho Carlos Catella
O jacaré do Pantanal (Caimam crocodilus yacare), por ser um carnívoro, que se encontra no topo de uma cadeia alimentar, tem elevado potencial de bioacumulação de mercúrio.
Autores:
Luiz Marques Vieira
Reinaldo Calixto de Campos
O manejo das capivaras pode ser realizado em condições naturais, semi cativeiro e cativeiro, desde que o projeto tenha sido aprovado pelo IBAMA e encontrar-se dentro das normas vigentes de criação de animais silvestres.
Autor: Zilca Campos
O objetivo básico de definição de períodos de defeso de reprodução é possibilitar que os peixes possam se reproduzir e repor / renovar os estoques pescáveis para os anos seguintes.
Autor: Emiko Kawakami de Resende
A Embrapa Pantanal ao longo de duas décadas vem fazendo história em programas de pesquisas em Ecologia, Conservação e Manejo do jacaré-do-Pantanal, Caiman crocodilus yacare.
Autor: Zilca Campos
A reprodução dos jacarés é um dos parâmetros essenciais para programa de conservação e utilização das espécies de crocodilianos, tanto na natureza como em cativeiro.
Autor: Zilca Campos
O mundo globalizado tem favorecido a introdução de espécies e, consequentemente, a sua homogeneização ao longo dos continentes, sendo a introdução de espécies uma das maiores causas de perda de biodiversidade no planeta.
Autor: Márcia Divina de Oliveira
A criação de jacarés do Pantanal já é permitida, mas o manejo ainda levanta dúvidas, que devem ser objeto de avaliação científica. O Brasil já foi responsável pela produção de milhões de peles de jacaré, representando uma importante fonte de recursos para os produtores e para as populações rurais. Mas a situação mudou e hoje o país praticamente não participa do mercado de crocodilianos, mesmo possuindo um dos maiores estoques de jacarés do planeta. Pelas estimativas mais conservadoras, atualmente este mercado está avaliado em cerca de US$ 200 milhões anuais.
Autor: Marcos Eduardo Coutinho
A invasão de espécies exóticas é uma grande ameaça à integridade dos ecossistemas aquáticos.
Autor: Márcia Divina de Oliveira
O Jacaré-do-Pantanal, Caiman crocodilus yacare, é uma espécie que está amplamente distribuída na planície pantaneira.
Autor: Zilca Campos
Diversos estudos têm mostrado que os animais se deslocam para encontrar alimento, e que a disponibilidade deste alimento pode, também, ser causa de movimentos direcionados.
Autor: Zilca Campos
A extração de ouro com emprego intensivo de mercúrio, na década de 80, em Poconé, adjacências da Planície Pantaneira, em Mato Grosso, passou a constituir uma grave ameaça à biodiversidade e sustentabilidade dos ecossistemas aquáticos do Pantanal.
Autor: Luiz Marques Vieira
O jacaré-paguá, Paleosuchus palpebrosus, é considerado entre as 22 espécies de crocodilianos a menor em tamanho atingindo no máximo 1.6 m de comprimento.
Autor: Zilca Campos
Não se pode negar que a poluição do Pantanal, por mercúrio, é uma realidade. Resultados de análises realizadas pela Embrapa Pantanal e outras instituições de pesquisa, em amostras de vários indicadores de contaminação ambiental (sedimento, moluscos, peixes, aves e jacarés), evidenciam os fatos.
Autor: Luiz Marques Vieira
Pulso de inundação é uma forma científica de se falar do processo anual de enchente e seca que ocorre a cada ano no Pantanal. Constitui o que, em ecologia, é chamado de “processo ecológico essencial”, ou seja, aquele processo que comanda a riqueza, a distribuição e a abundância de vida no Pantanal.
Autor: Emiko Kawakami de Resende
o O aquecimento global não é mais uma perspectiva para o futuro, as conseqüências já estão sendo sentidas agora. A estimativa para um futuro não muito distante não são nada animadores no campo da agropecuária.
Autor: Ricardo Polato
Os crocodilianos são essencialmente ativos na água, mas o movimento terrestre é comum para os que vivem em áreas que secam periodicamente.
Autor: Zilca Campos
Uma maior compreensão do funcionamento de um sistema complexo como o Pantanal só será alcançada em estudos de longa duração, onde as análises dos dados serão feitas considerando anos hidrológicos distintos. A Embrapa Pantanal vem estudando o rio Paraguai e sua área de inundação (Baia do Castelo e Canal do Tamengo) ao longo de aproximadamente 10 anos, o que possibilitou, entre outros conhecimentos, entender o fenômeno de "Dequada", freqüente na fase de enchente e que influencia a pesca, pois dependendo de sua magnitude pode ocasionar a morte de toneladas de peixes.
Autor: Márcia Divina de Oliveira
O artigo trata da forma como a cultura popular retrata a caatinga em clássicos da música regional e a relação que mantém com o conhecimento científico acerca dessa vegetação que é a pastagem nativa mais densa do mundo.
Autor: Severino Gonzaga de Albuquerque
Levantamentos aéreos de ninhos são freqüentemente usados em estudos de crocodilianos em diversas partes do mundo.
Autores:
Zilca Campos
Guilherme de Miranda Mourão
Essa comunidade está presente na sub-região da Nhecolândia, em torno de 20% e também nas sub-regiões de Paiaguás, Cáceres, Abobral e Aquidauana.
Autores:
Sandra Mara de Araújo Crispim
Evaldo Luís Cardoso

Exportação

Saiba um pouco mais sobre o complexo soja no Brasil em relação a outros países e o que deve-se fazer para melhorar este setor.
Autor: César Borges de Sousa
Chegou a hora de decidir. O Brasil quer tirar proveito da oportunidade de expandir sua participação no mercado mundial de produtos oleaginosos e, a exemplo de outros países
Autor: César Borges de Sousa

Fertilidade do Solo

Artigo sobre a Importância da Correção do Solo e Adubação para a Produção Agropecuária no Estado do Tocantins.
Autor: Manoel Ricardo A. Filho
O texto aborda a relação de dependência do pequeno produtor e comunidades tradicionais com o sistema de derruba e queima usual na agricultura da região e destaca a necessidade de se apresentar alternativas para reduzir os Desmatamentos queimadas no Acre diante das restrições legais, como forma de garantir a sobrevivência das famílias no meio rural acreano.
Autores:
Lúcia Helena Wadt
Judson Ferreira Valentim
João Batista Martiniano Pereira
Claudenor Pinho de Sá

Fertilidade e conservação do solo

Uma das características fisiológicas mais notáveis da solução do solo é a sua reação; isto é, se ácida, alcalina ou neutra. Como os microrganismos e os vegetais superiores são demasiadamente sensíveis a seus ambientes químicos, há muito tempo se concede grande realce à reação do solo e aos fatores a ela associados. Em sua rotina de trabalho, engenheiros agrônomos e técnicos agrícolas precisam sempre ter em mente alguns aspectos conceituais da formação de solos ácidos e alcalinos. Alguns deles estão bem explicados no livro Natureza e Propriedade dos Solos de Nyle C. Brady da Universidade de Cornell, EUA. Baseado nele, relembramos aqui alguns conceitos essenciais, bem como os efeitos do manejo da acidez por calagem.
Autor: Sebastião Pires de Moraes Neto
O texto fala do uso e vantagens da adubação verde em cultivo de vivdeira no Vale do São Francisco.
Autor: Clementino Marcos Faria de Batista
A análise do solo, para ser representativa,precisa ter como base uma amostragem muito bem feita da área a ser cultivada
Autor: Clementino Marcos Faria de Batista
Quando o homem cultiva a terra esse equilíbrio pode ser rompido. Para cultivar o solo há necessidade de se remover a vegetação natural e, geralmente, fazer o revolvimento do solo, embora se tenha técnicas, como o sistema de plantio direto, onde essa operação é bastante reduzida. Quando essas operações são realizadas sem o devido cuidado é apressada a remoção das camadas superficiais do solo.
Autor: Henrique de Oliveira
A Embrapa Acre realizou na safra 2004/2005 vários ensaios visando avaliar o potencial agronômico de lodo de curtume na recuperação de áreas degradadas. A pesquisa, ainda em andamento, visa definir critérios para a disposição do lodo gerado no curtume (efluente líquido) de forma que não cause problemas ambientais, mas proporcione benefícios para o local onde é feita a disposição do resíduo.
Autor: Paulo Guilherme Salvador Wad
A eficiência da adubação fosfatada pode estar relacionada ao modo de adubação utilizado. Em geral, as adubações são feitas a lanço, com incorporação do adubo ao solo no sistema convencional, ou na superfície, no sistema plantio direto, ou aplicações no sulco de semeadura, em ambos os sistemas. Há, também, aplicações intermediárias (adubação feita em parte da área, intermediária entre a adubação a lanço, toda a área, e a na linha, concentrada), como, por exemplo, em faixa, em torno da linha de semeadura, que podem propiciar maior eficiência, principalmente em culturas com grande espaçamento entre linhas de semeadura. Diferentes modos de adubação representam diferentes proporções e intensidades de mistura do adubo com o solo.
Autor: Alaerto Luiz Marcolan

Fitopatologia

Na natureza há uma grande diversidade de microorganismos que estão, diretamente, em contato com as plantas, mas que não causam, na sua maioria, qualquer dano a estas, evidenciando a predominância da resistência sobre a suscetibilidade.
Autor: Cléberson de Freitas Fernandes
Fitopatologia é uma palavra de origem grega (Phyton = planta, Pathos = doença e Logos = estudo) e indica a ciência que estuda as doenças das plantas, abrangendo todos os seus aspectos, desde a diagnose, sintomatologia, etiologia, epidemiologia, até o seu controle.
Autor: Cléberson de Freitas Fernandes

Fitotecnia

No Brasil, o uso de plantas com poderes medicinais é uma tradição que tem suas origens na cultura indígena.
Autor: Marçal Henrique Amici Jorge
Execução de desbrota e poda do cafeeiro para que a lavoura de café possa expressar seu potencial produtivo e ter facilidades de manejo é preciso que seja definido o sistema de condução das plantas tanto na fase de formação como na fase de produção. Este sistema de condução do cafezal envolve a definição de espaçamento desde os mais abertos até os mais adensados, escolha pela maior ou menor densidade de plantio, realização de controle ou não do crescimento das plantas, determinação da conformação ou arquitetura da planta e aplicação do manejo manual ou mecanizado.
Autor: Julio Cesar Freitas Santos
As atividades de pré-melhoramento têm sido discutidas e sugeridas para aumentar a eficiência dos programas de melhoramento.
Autor: Larissa Barbosa de Sousa
O maracujá-amarelo (Passiflora edulis Sims f. flavicarpa Deg.) é nativo da América do Sul, sendo cultivado em países tropicais e subtropicais. Essa cultura apresenta expressiva importância tanto pela preferência por meio do mercado interno e externo, como também pela abertura de novos mercados consumidores.
Autores:
Magda Laiara Bezerra de Lima
Virgínia de Souza Álvares
Silvana Fraga da Silva
Angélica Costa de Lima

Forrageiras

Irrigação e adubação nitrogenada do capim Tanzânia em Parnaíba - Piauí A Embrapa Meio-Norte conduziu um trabalho em Parnaíba-PI, cujo objetivo foi avaliar o potencial de produção de matéria seca e proteína bruta do capim Tanzânia, sob diferentes níveis de irrigação e adubação nitrogenada.
Autores:
Braz Henrique Nunes Rodrigues
João Avelar Magalhães
Expedito Aguiar Lopes
Sorgo possui potencial para o cultivo no Estado de Roraima, constituindo-se em mais uma opção para rotação com a soja.
Autor: Aloisio Alcântara Vilarinho

Fruticultura

O plantio adensado de melancia é um recurso importante para a produtividade da cultura. A definição dos parâmetros técnicos deste recurso precisa estar vinculada às demandas de mercado por frutos de maior ou menor peso.
Autores:
Geraldo Milanez de Resende
Nivaldo Duarte Costa
Rita de Cássia Souza Dias
A qualidade da muda cítrica poderá se constituir em fator limitante na implantação do pomar. Assim, o cultivo em ambiente protegido vem se constituindo em uma das medidas exigidas pela legislação brasileira para obtenção de uma boa muda (certificada).
Autor: Antonia Fonseca de Jesus Magalhães
A larva minadora reduz a produção dos pomares cítricos de Roraima. Para avaliar a eficiência do controle biológico da mesma, a Embrapa-RR conduz um projeto de liberação e avaliação da taxa de parasitismo.
Autor: Alberto Luiz Marsaro Júnior
Traz cacho é um instrumento para colheita de cachos de açaí desenvolvido pela Embrapa Amazônia Oriental e Embrapa Instrumentação Agropecuária. Consiste de uma vara que pode ser de alumínio, com aproximadamente até 12 metros de comprimento, contendo na sua extremidade superior uma lâmina, para o corte do cacho; um recipiente, para a depositação do cacho e uma roldana, permitindo a descida e a exploração intensa e racionalizada, dando maior segurança ao colhedor, pois dispensa a necessidade de escalar o açaizeiro. Tal instrumento também pode ser utilizado na colheita de frutos que se localizam em árvores muito altas que exige a sua escalada para colheita.
Autor: Ricardo Yassushi Inamasu
Sobre medidas de defesa sanitária vegetal para controle do cancro cítrico, um dos principais problemas da citricultura mundial, presente em várias regiões brasileiras e que ameaça o agronegócio.
Autor: Bernardo de Almeida Halfeld Vieira
O jambolão (Syzygium cumini Lamarck), também conhecido como jamelão, pertence à família Myrtaceae, que inclui também espécies de outras frutas tropicais bastante consumidas no Brasil como a goiaba (Psidium guajava L.) e a pitanga (Eugenia uniflora L.).
Autores:
Tânia da Silveira Agostini Costa
Dijalma Barbosa da Silva
Estudos realizados em diversos países têm demonstrado o efeito benéfico de algumas rizobactérias na promoção do crescimento de plantas cítricas.
Autor: Antonio Alberto Rocha Oliveira

Genética

A Embrapa está desenvolvendo o projeto “Coleta, caracterização e uso dos recursos genéticos para a ampliação da base genética de linhagens e cultivares brasileiras de arroz”.
Autor: Daniela Collares
A interação de genótipos com ambientes é um dos principais fatores a serem abordados em um programa de melhoramento de plantas. saiba um pouco mais.
Autor: Márcio Gomes Squilassi
Os organismos vivos possuem caracteres que podem ser observados do ponto de vista morfológico ou fisiológico, e que constituem o chamado fenótipo dos indivíduos.
Autores:
Maria Clideana Cabral Maia
Maurisrael de Moura Rocha
A Embrapa Arroz e Feijão coordena o programa nacional de melhoramento genético do feijoeiro, gerando populações e linhagens com características de interesse agronômico, como produtividade, arquitetura de planta, precocidade, tolerância a estresses bióticos e abióticos e qualidade nutricional e funcional do grão.
Autor: Rita Maria Alves de Moraes

Horticultura

Devido à localização na fronteira com a Bolívia, e também à grande carência de assistência técnica na área da produção rural no país vizinho, é freqüente a procura por esse tipo de informações na Embrapa Pantanal.
Autor: Alexandre Dinnys Roese
2008 foi declarado pela Organização das Nações Unidas (ONU) como o Ano Internacional da Batata para combate às más condições de vida e alimentação nos países em desenvolvimento. Uma solução para o combate à fome e à pobreza no Brasil, porém, pode estar em um alimento mais barato, produzido e bastante consumido na região Nordeste: o inhame. “O inhame é um alimento tão consumido no nordeste brasileiro, que chega a ser usado como substituto do pão. O custo médio do quilo fica em torno de R$ 1,80 – contra os cerca de R$ 2,20 do quilo de batata”, explica Marcos Crivelaro, professor PhD da FIAP – Faculdade de Informática e Administração Paulista e da Faculdade Módulo. “Essa espécie produz tubérculos de alto valor nutritivo e energético, constituindo um alimento básico para o consumo humano. Testes de laboratório da farinha de inhame no preparo de farinhas mistas panificáveis evidenciaram a possibilidade de seu uso em substituição ao trigo e à mandioca, com maiores vantagens. A exemplo disso, diferentemente do trigo, do centeio, da cevada e da aveia, o amido do inhame não possui glúten”, ressalta. O especialista em matemática financeira destaca ainda que, se incentivado, o plantio de inhame seria responsável pela geração de um grande número de empregos nas regiões rurais, levando ao desenvolvimento da economia local. “As fecularias nacionais extraem 500 mil toneladas/ano do branco e fino amido de mandioca. Isto poderia ser triplicado com o incremento da cultura do inhame, gerando 300 mil empregos no campo, principalmente de mulheres, como ocorre na África”.
Autor: Marcos Crivelaro
Sementes peletizadas constituem uma fonte alternativa na produção de hortaliças com sementes pequenas, sendo necessário disponibilizar métodos para avaliação da sua qualidade fisiológica.
Autor: Simone Medianeira Franzin

Irrigação e Drenagem

No sistema de agricultura irrigada o produtor rural não tem “tempo” para revisar seu equipamento de irrigação, mesmo sendo este a chave para o sucesso da sua lavoura.
Autor: Antônio Fernando Guerra
O artigo aborda o cultivo da ervilha, um alimento de fácil preparo e uso na mesa, e dar orientações sobre o plantio.
Autores:
Sebastião Francisco Figueredo
Juscelino Antônio de Azevedo

Meio ambiente

Comparada a outras regiões do Brasil, onde a demanda por água potável cresce rapidamente e a oferta já se encontra escassa em qualidade e quantidade, o Pantanal apresenta uma riqueza em recursos hídricos ainda bem conservada. O Pantanal, tem um volume de água, durante a inundação, de aproximadamente 2 milhões de m3, considerada uma das maiores reservas de água doce do continente americano. Anualmente, a área de inundação pode variar de 11.000 a 140.000 km2. Extensas áreas podem permanecer submersas por inundação, devido ao extravasamento dos rios ou alagamento devido às chuvas locais, por até 8 meses.
Autor: Márcia Divina de Oliveira
Nessa área impactada ocorreu redução de 50% da população bovina de 1970 para 1975. Além disso, as inundações sucessivas desencadearam profundas alterações no processo natural de sucessão vegetal. A fauna regional também está sendo afetada.
Autores:
Luiz Marques Vieira
Sérgio Galdino
A atividade agricola merece receber CREs e a substituicao de áreas improdutivas pela cultura melhora as condicoes climaticas
Autor: Eder Zanetti
É cada vez mais preocupante o modismo que está crescendo de tentar resolver a falta de peixes nos rios e reservatórios através do repovoamento, isto é, introduzindo alevinos criados em cativeiro.
Autor: Emiko Kawakami de Resende
A agricultura irrigada é a que mais desvia água da natureza para as necessidades humanas de produção de alimentos.
Autor: Vânia da Silva Nunes
A agropecuária atravessa uma fase de transição, como conseqüência dos processos de globalização da economia mundial, na qual os impactos ambientais e a ineficiência econômica terão que ser amplamente substituídos por sistemas produtivos mais sustentáveis.
Autor: Newton de Lucena Costa
A água é um dos recursos naturais fundamentais para as diferentes atividades humanas e para a vida, de uma forma geral. Estima-se que atualmente, no mundo, 1,7 milhão de pessoas sofrem com a escassez de água.
Autores:
Marta Regina Lopes Tocchetto
Lauro Charlet Pereira
Os cenários rurais precisam estar integrados entre as necessidades de moradia, alimentação e matéria-prima
Autor: Eder Zanetti
O meio ambiente sofre com o desenvolvimento que representa um fator de risco, devido às atividades humanas sem controle, os despejos de esgotos sem tratamento, vazamentos de produtos tóxicos e a disposição inadequada de resíduos sólidos que vêm causando uma degradação vertiginosa do meio ambiente e uma dilapidação do capital natural.
Autores:
Marta Regina Lopes Tocchetto
Lauro Charlet Pereira
O desconhecimento do bioma caatinga desvaloriza sua diversidade biológica e diminui seu potencial potencial econômico.
Autor: Lúcia Helena Piedade Kiill
Cercas construídas para manejo de gado em algumas regiões/ecossistemas naturais e de grande biodiversidade, tais como o Pantanal, podem causar impacto negativo sobre algumas espécies de animais silvestres, especialmente os grandes herbívoros, tais como o cervo do Pantanal (Blastocerus dichotomus), o veado mateiro (Mazama americana), o veado campeiro (Ozotocerus bezoarticus) a ema ( Rhea americana) e a anta (Tapirus terrestris).
Autores:
José Aníbal Comastri Filho
Sandra Aparecida Santos
A Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) – composta por 208 deputados federais e 35 senadores – encaminhou ao Congresso Nacional, em setembro de 2009, a proposta de criação do Código Ambiental Brasileiro, em substituição ao atual Código Florestal, aprovado pela Lei 4.771 de 1965, que já teve vários itens alterados e sofreu mudanças em cinco momentos nos últimos trinta anos: em 1978, 1986, 1989, 2001 e 2006. O presidente da Câmara, o deputado Michel Temer, assinou o ato de criação de uma comissão especial para unificar em um único projeto de lei todas as propostas de legislação florestal ou ambiental em tramitação na Casa, até o dia 11 de dezembro de 2009. Em vista dessas possíveis modificações ao Código, é importante para o leitor saber o estágio atual da Lei e a descrição de dois temas relevantes, muito demandados pelas pessoas ligadas ao meio rural, que são a área de preservação permanente e reserva legal.
Autor: Sebastião Pires de Moraes Neto
O Projeto Conviver Gente e Onças está lançando a coleção Guias de Convivência. São quatro publicações que abordam de forma didática e acessível o tema do conflito versus convivência entre gente e onças.
Autor: Silvio Marchini
O corredores ecológicos, conectando as diferentes áreas de conservação, tem sido apontados como uma estratégia adequada para minimizar as perdas de espécies e de variabilidade genética associadas com o isolamento das áreas protegidas.
Autor: Guilherme de Miranda Mourão
O Brasil abriga aproximadamente 22% das espécies vegetais do planeta, o que significa uma riqueza de biodiversidade inigualável.
Autores:
Carolina Ramos Costa Alvarenga
Marçal Henrique Amici Jorge
A crescente preocupação com a qualidade ambiental tem levado as indústrias brasileiras a buscarem alternativas tecnológicas mais limpas e matérias primas menos tóxicas, a fim de reduzir o impacto e a degradação ambientais. A conscientização da sociedade e a legislação ambiental têm induzido as empresas a uma relação mais sustentável com o meio ambiente.
Autores:
Marta Regina Lopes Tocchetto
Lauro Charlet Pereira
Para Roraima, de acordo com os últimos dados divulgados, pode-se inferir que as áreas desmatadas equivalem a menos de 5% do total da área florestal do Estado, representando pouco mais de 1% de toda área desmatada na Amazônia.
Autor: Maristela Ramalho Xaud
A realidade de grande parte dos rios do país é de perda de qualidade e quantidade de água, uma vez que a gestão de recursos hídricos (RH) ainda tem como base a abordagem setorial, sem respeito ao conceito de “usos múltiplos”, gerando conflitos.
Autor: Débora Fernandes Calheiros
As atividades da Embrapa-RR com Sistemas Agroflorestais contribui para mudar aos poucos a cultura do produtor rural.
Autor: Liane Marise Moreira Ferreira
Grandes quantidades de CO² tem sido liberadas para a atmosfera através de conversão de campos e florestasem regiões agrícolas ou pastagens.
Autor: Débora Marcondes Bastos Pereira Milori
Nova proposta para gestão do rio Miranda
Autor: Débora Fernandes Calheiros
O artigo tem orientações sobre a irrigação da cultura do feijoeiro para a região do Cerrado
Autores:
Sebastião Francisco Figueredo
Juscelino Antônio de Azevedo
São contagens de indivíduos de populações silvestres feitas a partir de aeronaves em vôos de baixa altitudes, geralmente de 50 a 200 m acima do solo.
Autor: Guilherme de Miranda Mourão
O perigo esta no degelo das calotas polares que vem aumentando aceleradamente. Principalmente pela elevação da temperatura da terra causa pelo efeito estufa, que por sua vez é originaria da queima de combustíveis fósseis.
Autor: Lester R. Brown
O mexilhão dourado tem causado certo pânico entre a comunidade científica e empresários, principalmente do setor elétrico.
Autor: Márcia Divina de Oliveira
A Embrapa Pantanal vem acompanhando a o fenômeno natural de deterioração da qualidade da água dos rios e lagoas marginais, denominado popularmente como “dequada”, há pelo menos 15 anos, mas com estudos mais sistemáticos a partir de 1994.
Autor: Débora Fernandes Calheiros
O equilíbrio entre a atividade econômica e a preservação dos recursos naturais é um desafio que se apresenta de forma original ao desenvolvimento sustentável das áreas secas do Nordeste. O artigo revela algumas estratégias baseadas nos resultados de pesquisa da Embrapa Semi-Árido.
Autor: Clovis Guimarães Filho
O jacaré-paguá, Palesouchus palpebrosus, tem ampla distribuição geográfica no Brasil, porém é uma das espécies de crocodilianos mais desconhecida para a ciência.
Autores:
Zilca Campos
Guilherme de Miranda Mourão
Por muitos anos, os cientistas que estudaram o funcionamento da Amazônia procuraram desenvolver a teoria dos pulsos de inundação, mostrando que era o processo que comandava a riqueza e diversidade de vida nos ambientes inundáveis da região. O que faltava era a contraprova.
Autor: Emiko Kawakami de Resende
A vida dos homens e animais domésticos está condicionada aos elementos indispensáveis à subsistência. O meio ambiente em que vivem deve ter ar puro, para atender a uma das funções orgânicas básicas...
Autor: Altir A. M. Corrêa
Uma vez que em 2002, a régua de medição do nível do Rio Paraguai, em Ladário, superou a marca de 4 m, esse ano caracteriza-se como sendo de cheia no Pantanal. Com isso o atual ciclo de cheia já dura 29 anos (1974 a 2002), ou seja, é o maior de que se tem registro. Nesse ciclo ocorreram apenas dois anos de seca, 1994 e 2001.
Autor: Sérgio Galdino
Os pesticidas podem contaminar o solo, a água, a fauna e a flora, além do próprio homem. Essa situação é preocupante e também não pode ser descartada, pelas inúmeras possibilidades de contaminação e amplificação através das cadeias alimentares.
Autores:
Luiz Marques Vieira
Sérgio Galdino
O Pantanal, considerado patrimônio nacional pela Constituição Federal de 1988, e mais recentemente, intitulado patrimônio da humanidade ou reserva da biosfera pela Nações Unidas, vem sendo explorado segundo antigos conceitos e tradições, sendo participante regido pela mesma legislação das demais regiões brasileiras.
Autor: Luiz Marques Vieira
Investigações da Embrapa Pantanal, indicam que o mercúrio (Hg) empregado na extração de ouro de aluvião nos garimpos de Poconé, adjacentes ao Pantanal, desde o início dos anos 80, está elevando os teores desse metal nas cadeias alimentares.
Autor: Luiz Marques Vieira
O Pantanal brasileiro é a maior área continental inundável do planeta e abrange os estados de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso. Por sua importância, foi declarado pela Unesco como Reserva Mundial da Biosfera. De todas as características do Pantanal, a que mais causa admiração a quem visita, é a abundância e riqueza de sua vida selvagem. Espécies pouco comuns em outras regiões do Brasil têm populações densas e vigorosas no Pantanal, como a capivara e o jacaré.
Autor: André Steffens Moraes
Os pesticidas, “venenos da lavoura” ou “agrotóxicos”, são compostos utilizados na agricultura para combater plantas, insetos ou fungos indesejáveis (herbicidas, inseticidas e fungicidas, respectivamente) visando garantir maior produtividade.
Autores:
Débora Fernandes Calheiros
Márcia Divina de Oliveira
Eliana F. G. Dores
Pode parecer estranho a referência sobre a necessidade de uma ética climática. Talvez seja complicado para explicar, mas não difícil de entender.
Autor: Gilberto R. Cunha
Altamente arenoso, baixa coesão entre partículas, baixa fertilidade natural e uma vegetação rala e esparsa fazem dos solos da região sudoeste gaúcha apresentarem altas taxas de erosão hídrica e eólica, deixando estes solos entre os mais suscetíveis a degradação, chegando a apresentarem peculiaridades de deserto.
Autores:
Ademir Wendling
Ancelmo Júnior Didoné
A preocupação ambiental é um tema relevante que deve envolver governo, empresas e a sociedade civil como um todo. A adoção de um Sistema de Gestão Ambiental por parte das empresas privadas, públicas e demais instituições, trás diversas contribuições sociais que promovem a saúde da população, além de uma melhor utilização dos recursos.
Autores:
Fábio Galvani
Aldalgiza Ines Campolin
Rubens da Silva Pinheiro
O setor industrial, estigmatizado como um dos principais responsáveis pela grave situação ambiental do planeta e também pelas crescentes exigências legais, com relação aos resíduos gerados, tem reagido pró-ativamente, a partir da implantação de estratégias de gestão como: produção limpa, certificação ambiental, redução de resíduos tóxicos, reciclagem e reuso, principalmente.
Autores:
Marta Regina Lopes Tocchetto
Lauro Charlet Pereira
A utilização desta prática como alternativa de manejo das savanas justifica-se pelo controle de plantas invasoras e maior oferta de forragem fresca e palatável para o gado, obtida através da emissão de brotações, proporcionada, pela remoção da macega. Ainda que o emprego da queimada no Pantanal se faça de forma controlada, sua utilização merece cautela.
Autores:
Evaldo Luís Cardoso
Sandra Mara de Araújo Crispim
Se observarmos as diversas estatísticas, com relação a disposição dos resíduos sólidos, nos deparamos com uma situação alarmante, visto que 75% das cidades brasileiras dispõem seus resíduos sólidos em lixões. Esta situação trás diversos comprometimentos ao meio ambiente e à saúde da população. Podemos citar problemas como: surgimento de focos de vetores transmissores de doenças, mau cheiro, possíveis contaminação do solo e corpos d’água, além da inevitável destruição da paisagem urbana das cidades, principalmente.
Autores:
Lauro Charlet Pereira
Marta Regina Lopes Tocchetto
Os problemas ecológicos têm caráter universal, atingindo a todos, independente da sua classe social. Ainda que muitas vezes os impactos sejam sentidos com maior peso pelas classes pobres, problemas como poluição da água e do ar, rompimento da camada de ozônio e contaminação de alimentos, por exemplo, não distinguem grupos sociais.
Autores:
Lauro Charlet Pereira
Marta Regina Lopes Tocchetto
O artigo trata do sistema de plantio denominado sistema agroflorestal e seu relacionamento com a conservação do solo.
Autores:
Abadio Hermes Vieira
Marilia Locatelli
Rafael de Souza Macedo

Paisagismo

A reestruturação da paisagem urbana deve ser considerada para que o desenvolvimento das cidades não degrada ainda mais a qualidade de vida da população.
Autor: Fabrício de Araújo Pedron
A degradação dos solos urbanos dificulta a implantação de elementos naturais como a vegetação, tão importante no resgate da qualidade ambiental dos centros urbanos.
Autor: Fabrício de Araújo Pedron

Piscicultura

A piscicultura em tanque-rede é uma técnica relativamente barata e simples, se comparada à piscicultura tradicional em viveiros de terra.
Autor: Marco Aurélio Rotta
Aspectos ecológicos e culturais da pescaria de anzol
Autor: Agostinho Carlos Catella
A biodiversidade engloba tanto a diversidade de espécies quanto a diversidade genética, que, por sua vez, reflete a variedade de genes e pode ser estudada em nível de espécie ou de populações de uma mesma espécie.
Autor: Débora Karla Silveira Marques
Para os peixes do Pantanal foram identificadas quatro estratégias reprodutivas.
Autor: Emiko Kawakami de Resende
Os recursos pesqueiros podem ser utilizados economicamente pela pesca profissional e amadora (esportiva) bem como pelas comunidades ribeirinhas como fonte de proteí­na nobre para a alimentação, através da pesca de subsistência.
Autor: Emiko Kawakami de Resende
A pesca possui grande importância para a segurança alimentar do planeta, mas vem sendo insuficiente para atender à demanda mundial
Autores:
Emiko Kawakami de Resende
Ricardo Pereira Ribeiro
Ângela Puchnik Legat
Celso Benites
Perspectivas da piscicultura em Mato Grosso do Sul
Autor: Emiko Kawakami de Resende
Procedimentos corretos para a prática do pesque e solte.
Autores:
Débora Karla Silveira Marques
Ricardo Pinheiro Lima
Roberto Aguilar Machado Santos Silva
O artigo retrata a questão do desenvolvimento do setor primário, cujo todo o trabalho é relacionado para o bem estar do pequeno agricultor rural do Estado do Amazonas.
Autor: José Maia
As características físicas do Pantanal, associadas à ocorrência das inundações anuais, propiciam uma grande produção natural de peixes, que é utilizada pela pesca, razão pela qual tornou-se uma das principais atividades econômicas, sociais e ambientais da região.
Autor: Agostinho Carlos Catella
Uso da ultra-sonografia na determinação do sexo de peixes nativos
Autores:
Marco Aurélio Rotta
Débora Karla Silveira Marques

Plantas Daninhas

Este artigo trata dos mecanismos de reprodução das plantas daninhas e sobre o banco de sementes de plantas daninhas no solo.
Autores:
José Roberto Antoniol Fontes
A Resinose é uma doença do cajueiro causada pelo fungo (Lasiodiplodia theobromae (Pat.) Griffon & Maubl)
Autor: Embrapa Agroindústria Tropical

Plantas Medicinais

Nos últimos anos, diante das ofertas crescentes de produtos diferenciados no mercado, e isso pode ser o reflexo de uma sociedade mais consciente e exigente que opta pela qualidade dos alimentos, nota-se que a agricultura familiar no Brasil tem conquistado seu espaço e se fortalecido.
Autor: Marçal Henrique Amici Jorge
A demanda por plantas medicinais vêm crescendo no Brasil e em todo o mundo. Com isso a oferta tende a aumentar. O aumento na oferta precisa ser acompanhado de aumento na qualidade dessas plantas.
Autor: Luciana Marques de Carvalho
No Brasil, além da grande diversidade de espécies medicinais nativas, utilizadas desde os primórdios pelos povos indígenas, grande número de espécies foi introduzido pelos imigrantes e escravos africanos. Com isso, a medicina popular tornou-se reflexo das uniões étnicas e o conhecimento dessas ervas e seus usos foram difundidos de geração em geração.
Autor: Luciana Marques de Carvalho

Plantio direto

Sobre pesquisas para obter alternativas de manejo para espécies de plantas de cobertura do solo, sucessão e/ou rotação com as culturas do milho, feijão caupi, arroz e soja cultivados, em Roraima.
Autor: Roberto Dantas de Medeiros
No Brasil, o sistema de plantio direto na palha foi iniciado na década de 70, principalmente nos Estados do sul do País. Desde então, após inúmeras pesquisas realizadas para solucionar os problemas ligados ao “novo sistema de produção”, a prática passou a ser difundida e utilizada em todo País.
Autores:
Mirian Cristina Gomes Costa
Haron Abrahim Magalhães Xaud
Na busca por uma alternativa viável ao uso do fogo no preparo de áreas de capoeira, a Embrapa, em parceria com outras instituições nacionais e estrangeiras, iniciou o Projeto Tipitamba. Durante aproximadamente dez anos, as atividades do Tipitamba se concentraram no Estado do Pará. Porém, nos últimos anos, a proposta de trituração de capoeira trazida pelo Tipitamba passou a ser testada nos demais Estados da Amazônia brasileira.
Autores:
Mirian Cristina Gomes Costa
Haron Abrahim Magalhães Xaud
O conceito de plantio direto nos EUA foi introduzido nos anos 60, sendo que no Brasil o Sistema Plantio Direto (SPD) surgiu na década de 70, no Rio Grande do Sul e no Paraná, principalmente nas regiões de Castro e Ponta Grossa. Com a evolução na indústria de máquinas e de herbicidas, a partir do final dos anos 80, houve uma expansão significativa do uso do SPD na Região Sul e mais recentemente, na Região Centro-Oeste.
Autor: Augusto César Pereira Goulart
Entre 2003 e 2004, cerca de 22 milhões de hectares de lavouras de grãos foram cultivados no Brasil sob o Sistema Plantio Direto (SPD). Os dados são da Federação Brasileira de Plantio Direto na Palha (FEBRAPDP). Por enquanto, a maioria das áreas em SPD se concentra no sul e nos Cerrados do país. Mas aos poucos essa técnica começa a conquistar os produtores sergipanos.
Autor: Edson Patto Pacheco
As inovações experimentadas pelos sistemas de produção agropecuária nas regiões de produção intensiva de grãos do Brasil estão claramente relacionadas com a evolução tecnológica dos sistemas de manejo de solo praticados nestas regiões e não apenas dependentes da adoção do sistema plantio direto.
Autor: José Eloir Denardin
O artigo aborda o O Sistema Plantio Direto na Palha (SPD.
Autor: Gilberto R. Cunha

Pragas e doenças

O artigo mostra dados sobre a produção da banana no mundo e no Brasil e informações sobre a doença Sigatoka Negra e cultivares resistentes.
Autor: Adriano Stephan Nascente
A cercosporiose é uma doença fúngica que vem tornando-se cada vez mais importante na cultura do milho. Conheça um pouco sobre ela.
Autor: Márcio Gomes Squilassi
Cobertura Morta na Lavoura de Café a aplicação de cobertura morta nas entrelinhas da lavoura de café pode proporcionar benefícios ao desenvolvimento do cafeeiro, entretanto esta prática inicialmente fica condicionada na disponibilidade e no custo de formação ou aquisição dos materiais que fazem parte de sua composição. Esses benefícios são resultantes da ação de proteção do solo da erosão pela diminuição do impacto das chuvas e proteção da insolação excessiva amenizando sua temperatura e diminuindo a perda de umidade. Além disso essa cobertura possibilita a redução do nível de infestação das plantas daninhas e o fornecimento de nutrientes originados da decomposição de sua matéria orgânica.
Autor: Julio Cesar Freitas Santos
Cobertura Verde na Lavoura Cafeeira aa aplicação das práticas de controle de pragas, doenças e plantas daninhas do café, têm-se induzido muitas das vezes ao consumo excessivo de defensivos agrícolas, provocando desequilíbrio nos cafeeiros, aumentando os custos de produção e causando prejuízos ao meio ambiente. O controle das plantas daninhas ou plantas infestantes exige atenção o ano inteiro, tanto na época chuvosa como seca, se destacando por exercer influências direta na rentabilidade da cultura, interferindo no nível de produção e afetando seu custo anual.
Autor: Julio Cesar Freitas Santos
Sobre estudos com os inibidores de enzimas digestivas de insetos e sua relação com o controle de pragas. Isso poderá levar a produzir plantas mais resistentes ao ataque das pragas e, conseqüentemente, contribuir para a redução do uso de inseticidas químicos.
Autor: Alberto Luiz Marsaro Júnior
O estudo objetivou avaliar a intensidade de colonização natural de raízes dos citros por fungos micorrízicos em pomares irrigados da região semi-árida do Estado da Bahia, além de estabelecer relações com as combinações copa/porta-enxerto.
Autor: Antonio Alberto Rocha Oliveira
Experimentos de laboratório e campo têm demonstrado a viabilidade do emprego dos métodos de indução de resistência em diversas culturas, como café, cacau, melão, mamão e outros.
Autor: Antonio Alberto Rocha Oliveira
Uma das maiores preocupações dos países importadores de frutas refere-se ao uso de produtos fitossanitários nas lavouras e os níveis de contaminação com resíduos tóxicos que possam fazer mal a saúde.
Autor: Antonio Alberto Rocha Oliveira
O manejo de pragas agrícolas através de agentes biológicos tem crescido nos últimos anos. O uso de fungos têm se mostrado promissor.
Autor: Gustavo Luís Mamoré Martins
Hoje se sabe que as doenças de plantas podem ser de origem biótica, quando causada por patógenos, como fungos, bactérias, nematóides, vírus, viróides, fitoplasmas ou de origem abiótica, quando a causa é deficiência de nutrientes, excesso de umidade e outros fatores ambientais...
Autor: Kátia de Lima Nechet
Uma das soluções para o problema de perdas ocasionadas por pragas em armazéns é o "Manejo Integrado de Pragas na Unidade Armazenadora de Grãos- MIP". O MIP consiste em tratamento preventivo, com base no preparo dos armazéns para receber os grãos.
Autor: Oscar José Smiderle
O uso indisciminado de agroquímicos termina por resultar no aumento de pragas porque acaba desequilibrando o ecosistema das culturas.
Autor: José Adalberto Alencar
O artigo refere-se ao programa MIP Sementes, desenvolvido pela Embrapa Trigo que permite ao produtor de semente evitar, através de diversas técnicas, ataques e danos associados a pragas que se desenvolvem nas sementes e delas se alimentam.
Autor: Irineu Lorini
A compatibilização do cultivo da mangueira com requisitos de ordem econômica, ecológica e social, expressa a necessidade urgente de tecnologias próprias para as condições do Semi-Árido.
Autor: Flávia Rabelo Barbosa
O Brasil é o maior produtor e exportador de café, é responsável por 28% da produção mundial e possui um parque cafeeiro com cerca de 6 bilhões de pés em aproximadamente 2,6 milhões de hectare Nesse contexto, Rondônia ocupa a sexta posição entre os Estados produtores de café e destaca-se por ser o maior produtor de café da Região Norte, com uma produtividade média de 7,77 sacas/ha, segundo dados da SEAPES. Essa produtividade é considerada muito baixa, se comparada à média nacional que está em torno de 80 sacas/ha.
Autores:
José Roberto Vieira Júnior
Cléberson de Freitas Fernandes
A cultura do café está sujeita ao ataque de pragas, que de conformidade com as condições climáticas, sistema de cultivo ou desequilíbrio biológico, pode causar danos consideráveis, prejudicando o desenvolvimento e produção das plantas. Na região amazônica, particularmente em Rondônia, onde o sistema monocultural é predominante, prevalecem condições ambientais com alto potencial de susceptibilidade a pragas habitualmente existentes neste agroecossistema.
Autor: José Nilton Medeiros Costa
O feijão-de-corda [Vigna unguiculata (L.)Walp., subespécie unguiculata], também conhecido como feijão macassar ou caupi, se constitui numa das principais leguminosas cultivadas no Brasil, predominantemente nas Regiões Nordeste e Norte.
Autor: Cléberson de Freitas Fernandes
A Embrapa Roraima está desenvolvendo um projeto que visa identificar os principais insetos que causam danos na cultura da soja nos cerrados de Roraima, bem como os agentes de controle biológico dessas pragas. Dentre os fatores que contribuem para a redução da produtividade da soja no estado é a presença de insetos-praga.
Autor: Alberto Luiz Marsaro Júnior
A Embrapa Roraima está desenvolvendo um projeto que visa identificar os principais insetos que causam danos na cultura do feijão caupi nos cerrados de Roraima, bem como os agentes de controle biológico dessas pragas.
Autor: Alberto Luiz Marsaro Júnior
As inoculações foram efetuadas pela técnica de transferência de discos de colônia do Phytophthora palmivora para ferimentos na superfície de frutos. Os frutos de Sunrise Solo desenvolveram menor área de lesão, indicando maior tolerância desse genótipo ao ataque do patógeno.
Autor: Antonio Alberto Rocha Oliveira
A melancia é uma das alternativas de exploração agrícola em Roraima. Embora seja comercialmente rentável, a produtividade no Estado é baixa. Um dos fatores são os insetos-praga na cultura.
Autor: Alberto Luiz Marsaro Júnior
A Sigatoka negra é atualmente a doença que causa maior impacto negativo na cultura da bananeira, estando presente em todas as regiões brasileiras, com exceção do Nordeste.
Autor: Bernardo de Almeida Halfeld Vieira
Agentes microbianos utilizados no controle biológico de fitopatógenos.
Autor: Josiane Pacheco Menezes

Segurança Alimentar

Artigo baseado em matéria elaborada por Jorge Enrique Robledo Castillo, professor titular da Universidade Nacional da Colômbia. Senador eleito pelo "Moir" para o período de 2002 a 2006
Autor: Romão Miranda Vidal

Sementes

O artigo constitui uma breve revisão sobre as principais causas e tratamentos de superção da dormência em sementes de arroz, incluindo o método alternativo de ultra-som.
Autor: Simone Medianeira Franzin
O arroz selvagem, encontrado nas várzeas e no cerrado de Roraima, pode contribuir para as pesquisas de melhoramento genético das variedades comerciais de arroz.
Autor: Síglia Regina dos Santos Souza
O girassol tem potencial da cultura no sistema de produção dos Cerrados, onde está se consolidando como uma boa alternativa econômica para os produtores dessa região, principalmente como biodiesel.
Autor: Renato Fernando Amabile
O Estado de Roraima possui 22.429.898 hectares dos quais estão disponíveis para o setor produtivo 2.086.951 ha, sendo 1.141.951 ha de savana e 945.000 ha de mata. O milho é uma das opções de culturas para plantio nessas áreas. É um alimento tradicional, altamente energético, produzido e consumido em todas as regiões brasileiras.
Autor: Aloisio Alcântara Vilarinho
Artigo especificando as variáveis a serem consideradas pelos pecuaristas no processo de aquisição de sementes para pastagens, procurando sensibilizá-lo os riscos econômicos e operacionais os riscos econômicos e operacionais incorridos.
Autor: Renata W. Maschietto Batista

Tecnologia

O Núcleo de Biotecnologia Aplicada a Cereais de Inverno (NBAC) prioriza a multidisciplinaridade e visa contribuir para o conhecimento e o entendimento de como os genes (portadores da informação genética) estão organizados nos genomas, com ênfase na cultura do trigo e demais cereais de inverno.
Autor: Sandra Patussi Brammer
De uma maneira geral, um grande número de plantas geneticamente estáveis e homozigotas são necessárias para a produção de novas cultivares, dentro dos programas de melhoramento genético vegetal.
Autor: Sandra Maria Mansur Scagliusi
A evolução científica e tecnológica influenciou de forma decisiva o desenvolvimento da Geodéisa e da Cartografia. As observações de satélites artificiais iniciaram-se aproximadamente na década de sessenta e revolucionaram as técnicas de posicionamento.
Autores:
Édson Luis Bolfe
Luciana Suaid Tomazi Vasco
Uma novidade que busca diminuir a chamada “fome oculta”, a carência de vitaminas e minerais, está chegando ao campo no Brasil. São os primeiros frutos da grande aliança da biofortificação de alimentos.
Autor: José Luiz Viana de Carvalho
Sobre ensaios da Embrapa Roraima para avaliação de performance de sete cultivares de milho em diferentes espaçamentos e densidades.
Autor: Aloisio Alcântara Vilarinho
Roraima possui condições favoráveis para firmar-se como nova fronteira agrícola. A Embrapa Roraima está contribuindo com novas tecnologias e cultivares adequadas para tornar o sistema produtivo mais eficiente.
Autores:
Vicente Gianluppi
Oscar José Smiderle
Destacando preliminarmente a importância do desenvolvimento tecnológico nas mais diferentes atividades econômicas humanas, o artigo destaca uma breve descrição da evolução histórica dos processos tecnológicos na cadeia produtiva viti-vinícola gaúcha.
Autor: Vinícius Triches
O artigo aborda os efeitos promovidos pelo armazenamento em sementes de alface peletizadas, indicando que a a germinação das sementes peletizadas de alface manteve-se pelo período de oito meses, em câmara fria e seca, porém é recomendável a avaliação completa da qualidade das sementes, visto que o vigor é importante fator na caracterização do potencial fisiológico, o qual pode sofrer redução durante o armazenamento, mesmo em condições adequadas, quando não se observam sinais visíveis da perda da qualidade.
Autores:
Simone Medianeira Franzin
Nilson Lemos de Menezes
A economia globalizada, um mercado exigente em qualidade dos produtos agropecuários e a sustentabilidade ambiental têm direcionado o setor agrícola para um maior controle das informações de produção.
Autores:
Édson Luis Bolfe
João Bosco Vasconcellos Gomes
Como traduzir conhecimento em riqueza? como levar a competência e conhecimentos, fossem eles tácitos ou codificados dos diversos setores da sociedade, principalmente os disponíveis nas universidades e instituições de ciência e tecnologia, para o setor produtivo como forma de reduzir a defasagem tecnológica do setor da indústria nacional.
Autor: Marcos Luiz Leal Maia
O Brasil é um dos maiores produtores mundiais de café, mas o brasileiro, na maioria, não toma o melhor, isto é do conhecimento de todos. É coisa do passado aquele cafezinho feito de grãos conhecidos, torrado e moído em casa. Hoje temos as indústrias de torrefação que cuidam dessa tarefa, mas nem sempre sabemos o que tem dentro daquele saquinho ou daquele tijolo retangular, a embalagem do café a vácuo.
Autor: Washington Luiz de Barros Melo
O ddesafio de produzir palha em Roraima é desafiador tendo em vista que grande parte do ano não chove e noutro período chove muito chegando a 1800 mm. Apreciaremos muito que seja divulgado.
Autores:
Oscar José Smiderle
Vicente Gianluppi
Os plásticos condutores e semicondutores estão sendo utilizados na pesquisa e desenvolvimento de dispositivos eletrônicos de baixo custo e descartável.
Autor: Paulo Sérgio de Paula Herrmann Junior
A perspectiva interdisciplinar da atividade de pesquisa da Embrapa, viabiliza a geração e difusão de conhecimentos e tecnologias para pequenos, médios e grandes agricultores, agroindústrias e para a comunidade acadêmica, de pesquisa e extensão rural, garantindo o aumento da produção e produtividade, a redução de custos de produção e a obtenção de produtos de melhor qualidade para todos os brasileiros.
Autor: Antonio Alberto Rocha Oliveira
A tecnologia para a produção de mapas de produtividade está totalmente desenvolvida, e existem vários equipamentos de mercado para a realização desta tarefa. Tais equipamentos, denominados monitores de produtividade, possuem sensores que medem os fatores de produção, como área colhida, produção e umidade do grão.
Autor: Luciano Shozo Shiratsuchi
Nos últimos dez anos, a maioria das plantações de tomate industrial têm sido irrigadas por sistemas de aspersão.Mais recentemente, tem-se observado que a fertirrigação por gotejamento subsuperficial tem favorecido a elevação das produtividades.
Autor: José Orestes Merola de Carvalho
A evolução dos satélites de sensoriamento remoto tem sido contínua. O Brasil tem sido pioneiro na utilização de dados da superfície terrestre a partir do espaço. O Estado de Roraima e os demais estados da Amazônia Legal Brasileira contam com imagens de satélites gravadas desde a década de 70.
Autores:
Maristela Ramalho Xaud
Haron Abrahim Magalhães Xaud
O PROARCO (Programa de Monitoramento, Prevenção e Controle de Queimadas e Incêndios Florestais na Amazônia Legal), conduzido através da parceria entre INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) e IBAMA tem se destacado como um projeto de relevante importância no monitoramento de recursos naturais. O projeto consiste na análise dos dados e na difusão aos órgãos parceiros, visando realização de ações integradas de prevenção e controle de incêndios florestais com a participação da sociedade civil (em brigadas comunitárias).
Autores:
Maristela Ramalho Xaud
Haron Abrahim Magalhães Xaud
Quem entra na planície de Gize dá de cara com um dos monumentos mais enigmáticos do antigo Egito, a Esfinge de Gizé. Segundo a lenda, a Esfinge desafiava a todos os viajantes dizendo: decifra-me ou te devoro! Assim, ela ameaçava aos que dela se aproximavam informando que somente aqueles capazes de decifrar seus mistérios sobreviveriam. A imagem e a mensagem da Esfinge muito se adequam a situação que vivemos hoje no Brasil no que diz respeito a transferência de tecnologia e inovação.
Autor: Marcos Luiz Leal Maia

Transgênicos

O artigo relata que as comunidades tradicionais, quando manejam as mais diversas espécies de cultivo, favorece a ampliação e manutenção da variabilidade genética.
Autor: Semíramis Rabelo Ramalho Ramos
Leia neste artigo: As manipulações genéticas contemporâneas consistem em adição, subtração (destruição), substituição, mutagênese, desativação ou destruição de genes.
Autor: Fátima Oliveira
Leia neste artigo: posicionamento do governo e estratégia de desregulamentação colocam em risco os direitos e a saúde do consumidor.
Autor: Marilena Lazzarini
É necessária uma leitura muito crítica sobre todas reportagens envolvendo a biotecnologia e os produtos transgênicos. Certas perguntas devem ser feitas: Quem escreveu o texto? Qual o sistema estudado? Qual metodologia foi utilizada? Quais os interesses envolvidos? Quais os pontos negativos e positivos? A reportagem é baseada em critérios técnicos e científicos?
Autores:
Fábio Gelape Faleiro
Solange Andrade M. Andrade
Embrapa Agrobiologia estuda pela primeira vez o impacto ambiental do mamão geneticamente modificado (GM) para resistência ao vírus da mancha anelar sobre os microrganismos do solo pela Embrapa Agrobiologia.
Autor: Isis Breves
Trazer a discussão atual sobre a soja transgênica para o campo do mercado. Se estamos vendendo porque não é transgênica para que mudar? Pragmatismo na análise do assunto.
Autor: Marcos Garcia Jansen
Peculiaridades que envolvem as legislações que tratam do plantio, comercialização e direito da propriedade intelectual da soja transgênica (OGM) Roundup Ready (RR) no Brasil
Autores:
João Carlos Scalzilli
João Pedro de Souza Scalzilli
Lucas Martins Dias
Texto breve e simples abordando a questão dos transgênicos. Enfoca de modo generalizado alguns aspectos relacionados ao tema.
Autor: Márcio Gomes Squilassi

Artigos por assunto

Administração Agribusiness Agricultura de Precisão Agricultura Familiar Agricultura Urbana Agroecologia e orgânicos Agroindústria Agronegócio Agropecuária Familiar Agropesquisa Alimentação Apicultura Avicultura Boi verde e Pecuária orgânica Bovinocultura Caprinocultura Ciência florestal Climatologia Comércio internacional Comunicação Contaminação de águas Cooperativismo Crédito agrícola Crédito Rural Crise Energética Desenvolvimento Rural Desenvolvimento Sustentável Ecologia Educação Exportação Extensão Fauna Silvestre Fertilidade do Solo Fertilidade e conservação do solo Fitopatologia Fitotecnia Forrageiras Fruticultura Genética Horticultura Internet na agricultura Irrigação e Drenagem Marketing Meio ambiente Nutrição animal Ovinocultura Paisagismo Pecuária Leiteira Piscicultura Plantas Daninhas Plantas Medicinais Plantio direto Pragas e doenças Rastreabilidade Animal Sanidade animal Segurança Alimentar Seguro agrícola Sementes Suinocultura Tecnologia Transgênicos Zoonoses
Pesquisar artigos

Rank TOP 10

Publique seu artigo!

Artigos recentes!

Artigos A - Z!
Copyright © 2000 - 2017 Agronline.com.br