Agronline
Página inicial dos artigos
Notícia
 
Agricultura
 
Agronegócios
 
Geral
Pecuária
 
Política
 
Tecnologia
 
Inicio > Geral
Bovespa fecha semana com estabilidade; Vale segura perdas
A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) chegou a esboçar uma reação nos minutos finais da sessão desta sexta-feira, mas encerrou o expediente em terreno negativo. Prevaleceu a opção dos investidores pela via da realização de lucros (vendas), após a Bolsa ter retomado os patamares de julho do ano passado. Em um mercado mais nervoso, a taxa de câmbio cravou R$ 1,88, atingindo sua cotação mais alta em mês.

O Ibovespa, termômetro dos negócios da Bolsa, registrou leve baixa de 0,01% no fechamento, aos 57.700 pontos. O giro financeiro foi de R$ 4,73 bilhões. Nos EUA, a Bolsa de Nova York fechou em queda de 0,38%.

Com giro de R$ 700,6 milhões, a ação preferencial da Petrobras caiu 0,94% no dia. O que conteve perdas ainda maiores da Bolsa brasileira foi a ação preferencial da Vale, segundo papel mais movimentado do mercado brasileiro, com negócios de R$ 431,4 milhões.

A ação da mineradora valorizou 0,74% nesta sexta-feira. Analistas já ressaltavam que o preço do papel estava "atrasado" em relação as outras ações de primeira linha. Também pesou na valorização do papel a perspectiva de alta nas cotações das commodities metálicas.

"Nós estimamos agora que os preços do aço deve subir cerca de 25% em 2010 e 10% em 2011 (...). Também avaliamos que um preço do níquel de US$ 20,750 por tonelada em 2010 (73% acima da nossa projeção anterior)", afirmou Felipe Reis, analista do banco Santander, em relatório sobre a mineradora, onde estima um preço-alvo de R$ 50 para a ação (a cotação de hoje foi de R$ 33,40).

O dólar comercial foi vendido por R$ 1,882, em alta de 0,91%, acumulando cinco dias de alta. A taxa de risco-país marca 266 pontos, número 0,37% acima da pontuação anterior.

"A alta do dólar foi mais em função da BM&F [mercado futuro] do que propriamente o mercado de dólar pronto [negócios à vista]. Os "comprados [que ganham com o dólar mais caro] tiveram vantagem. O dólar chegou a cair demais: quando nós vimos a taxa chegando perto de R$ 1,7, já dava para saber que não ia sustentar esse preço, em virtude das condições atuais da economia global", comenta o operador da corretora Dascam, Luiz Fernando Moreira.

EUA e Brasil

Entre as principais notícias do dia, o Departamento de Comércio dos EUA revelou que o nível de gastos do consumidor local aumentou 0,2% em julho, uma variação acima das expectativas dos analistas. O nível de renda ficou estável, enquanto o mercado projetava variação de 0,2%.

Ainda nos EUA, pesquisa da Universidade de Michigan apontou uma piora na confiança dos consumidores na economia: o índice apurado pela universidade mostrou uma leitura de 65,7 pontos em agosto, frente a 66 em julho. Trata-se do menor índice desde os 65,1 pontos visto em abril. O resultado, no entanto, ainda foi superior às expectativas dos economistas, que projetavam 64,5 pontos (consenso do mercado).

No front doméstico, a FGV (Fundação Getulio Vargas) informou que o IGP-M teve a sexta deflação consecutiva, com variação negativa de 0,36% em agosto. Economistas do setor financeiro previam queda de 0,4%. No ano, o indicador acumula queda de 2,02% e, nos últimos 12 meses, a queda acumulada é de 0,71%.

E na Europa, o ONS (Escritório Nacional de Estatísticas) informou uma notícia mais positiva sobre a economia europeia: a contração do PIB (Produto Interno Bruto) do Reino Unido no segundo trimestre foi revisada para baixo: em vez de 0,8%, a retração estimada é de 0,7%.

Fonte: Folha de S.Paulo

Data: 28-08-2009
  Enviar está notícia por e-mail  Imprimir esta notícia 

Notícias relacionadas
»Brandt investe no potencial de crescimento da agricultura brasileira e dobra de tamanho em dois anos
»Mais de duas mil pessoas prestigiam Ação Cooperada em Erechim
»Pesquisa desenvolve biscoito de cereais integrais com recheio de polpa de frutas brasileiras
»AgroBrasília 2017: Sucessão Familiar é tema da Feira
»Nutron auxilia produtores de suínos a diminuir o impacto das micotoxinas

Notícias anteriores
30/Mai-06/Jun  07-14/Jun  15-22/Jun  23-30/Jun    

Noticias recentes

Copyright © 2000 - 2020 Agronline.com.br