Agronline
Página inicial dos artigos
Notícia
 
Agricultura
 
Agronegócios
 
Geral
Pecuária
 
Política
 
Tecnologia
 
Inicio > Geral
DF - Brasil quer intensificar exportações de zebu
Brasília - A cidade de Uberaba, reconhecida internacionalmente como a capital do zebu, deve sediar nos próximos meses dois eventos de relevância internacional com o objetivo de intensificar as exportações animais vivos e material genético das raças zebuínas para vários países, principalmente, da América do Sul, América Central e do continente africano.

A realização dos eventos foi proposta durante reunião realizada na tarde de ontem (27), na sede do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Em um primeiro momento, será realizado um workshop, provavelmente no mês de outubro, com a intenção de mostrar às autoridades de países alvo as oportunidades que o zebu pode trazer para produção de carne e leite. Entre os países que deverão ser convidados para participar deste evento estão: Equador, Bolívia, Colômbia, Peru, Venezuela, Argentina, Uruguai, Paraguai, República Dominicana, Nicarágua, Honduras, Guatemala, México, Costa Rica, Austrália, Nova Zelândia, Indonésia, Angola, Moçambique, Mauritânia, Arábia Saudita, Líbia, Sudão, Senegal, Nigéria, Namíbia, Jordânia, Burkina Faso, China, África do Sul, Índia, Estados Unidos e Porto Rico.

Já no mês de novembro, a intenção é que haja um encontro entre representantes do MAPA e lideranças do Paraguai, Argentina, Uruguai, Bolívia, Peru, Equador, Colômbia, Venezuela e Panamá para discussão da padronização das exigências de protocolos de exportação de sêmen. Segundo Gerson Simão, gerente de Relações Internacionais da ABCZ, a diferença entre os padrões de exames exigidos por cada um dos países tem gerado transtornos na logística de produção das centrais de sêmen, obrigando-as a produzir partidas de sêmen exclusivas para um determinado país, quando poderiam atender apenas a um padrão, diminuindo custos e facilitando o acesso destes produtos aos mercados.

"Este assunto já foi abordado com o diretor do Departamento de Saúde Animal do MAPA, Jamil Gomes de Souza, com a secretária geral do pacto andino Rosa Guerrero Céspedes e com o diretor de Sanidade do Peru, Oscar Dominguez, durante o evento da COSALFA, realizado em Cartagena de Índias Colômbia, no ultimo mês de abril. Todos concordaram com a viabilidade técnica da proposta", complementa Simão.

A reunião em Brasília contou com a presença do ministro Reinhold Stephanes, do secretário de Defesa Agropecuária Inácio Kroetz, do secretário de Relações Internacionais Célio Porto, do presidente da ABCZ, José Olavo Borges Mendes e do gerente de Relações Internacionais da associação Gerson Simão, bem como do presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Girolando, José Donato Dias Filho, da Associação dos Criadores de Gir Leiteiro, Silvio Queiroz e do presidente da Associação Brasileira de Inseminação Artificial (Asbia), Lino Rodrigues Filho, entre outros representantes do setor pecuário.

Em breve, as datas dos dois eventos serão confirmadas pelo MAPA.

Fonte:

Associação Brasileira dos Criadores de Zebu - ABCZ

34 3319-3826

www.abcz.org.br

Data: 28-08-2009
  Enviar está notícia por e-mail  Imprimir esta notícia 

Notícias relacionadas
»Brandt investe no potencial de crescimento da agricultura brasileira e dobra de tamanho em dois anos
»Mais de duas mil pessoas prestigiam Ação Cooperada em Erechim
»Pesquisa desenvolve biscoito de cereais integrais com recheio de polpa de frutas brasileiras
»AgroBrasília 2017: Sucessão Familiar é tema da Feira
»Nutron auxilia produtores de suínos a diminuir o impacto das micotoxinas

Notícias anteriores
25/Mai-01/Jun  02-09/Jun  10-17/Jun  18-25/Jun    

Noticias recentes

Copyright © 2000 - 2020 Agronline.com.br