Agronline
Página inicial dos artigos
Notícia
 
Agricultura
 
Agronegócios
 
Geral
Pecuária
 
Política
 
Tecnologia
 
Inicio > Geral
MT - Conversadorismo ajuda na imunidade à crise
Numa das palestras mais concorridas do segundo dia da Bienal dos Negócios da Agricultura, o diretor de Educação Avançada do Programa de Estudos dos Negócios do Sistema Agroindustrial (Pensa), Samuel Ribeiro Giordano, traçou o perfil do chamado “Zé Tranqüilo” – aquele produtor que é imune à crise e oscilações de mercado. A apresentação fechou a programação da manhã do segundo dia do evento.

Com base em uma pesquisa qualitativa feita com produtores rurais, o pesquisador conseguiu identificar algumas práticas similares que ajudam a compreender o equilíbrio econômico-financeiro alcançado em meio a conjunturas adversas. Um dos pontos-chave é o sistema de capitalização adotado, em que o financiamento da lavoura é basicamente feito sem endividamento. “São produtores que se autofinanciam, que em último caso buscam crédito oficial e que não fazem trocas financeiras. E, por critério, não ficam inadimplentes ou rolam dívida”, observa Giordano.

Outra característica fundamental no perfil do “Zé Tranqüilo” é a qualificação na administração e a importância dada ao conhecimento sobre a propriedade. São produtores rurais que assumem a gestão do empreendimento, mas sempre apoiados por pessoas de confiança – da família ou não. Via de regra, a gestão central fica com o produtor, mas várias atividades são terceirizadas, como a assistência técnica.

Quanto ao uso de tecnologias, predomina o conservadorismo. “São agricultores que buscam as novas tecnologias, mas que esperam confirmar os primeiros resultados antes de investir. Têm que ver para crer”, afirma. Raros usam variedades transgênicas. Mantêm máquinas próprias e evitam terceirizar o maquinário, optando pela troca com vizinhos quando necessário.

Mas o item mais enfatizado pelo pesquisador é o sistema de compra. “Prioritariamente, a compra de fertilizantes é feita pelos ‘Zés Tranqüilos’ bem antes da safra, para fugir dos preços altos. É comum comprar em conjunto para buscar descontos e não se compra pacotes fechados. Um sistema similar ocorre com a aquisição de sementes, que são compradas bem antes da safra e com variedades de ciclos diversificados.

“Outro traço importante é que todos esses produtores pensam e negociam tudo em termos de sacas de soja, porque a produtividade é a medida fundamental”, observa o Samuel Giordano.

EVENTO – No terceiro dia da Bienal, as discussões começam às 8h, com o Fórum de Logística e Renda, realizado em parceria com a Associação Brasileira de Agribusiness (Abag). Participam do painel o gerente comercial da Vale do Rio Doce, Paulo Capriolli, o diretor geral do Dnit, Luiz Antonio Pagot, o presidente da Frente Parlamentar de Logística de Transportes e Armazenagem, deputado federal Homero Pereira, o diretor geral da Agência Nacional de Transportes Aquáticos (Antaq), Fernando Antônio Brito Fialho e o Secretário Executivo da Câmara Temática de Infra-Estrutura e Logística do Agronegócio do Mapa, Biramar Nunes de Lima. As discussões serão coordenadas pelo presidente da Abag, Carlo Lovatelli.

Às 10h, será realizado um painel sobre Política Classista e Renda Agrícola, com participação do Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Reinhold Stephanes, do diretor administrativo da Aprosoja, Ricardo Tomczyk, do Conselheiro Consultivo da Ampa, Sérgio De Marco, e do presidente do Senar-AR/MT, Normando Corral. O mediador será o presidente da Famato, Rui Prado.

A questão ambiental volta à tona às 11h30 com o painel que relaciona sustentabilidade e renda, num debate que inclui alternativas energéticas sustentáveis e formas de se gerar renda a partir da sustentabilidade. A programação será encerrada à tarde com o fórum sobre “Desafios do Agronegócio”, que conta com a participação do Ministro de Assuntos Estratégicos, Daniel Vargas, da senadora e presidente da CNA, Kátia Abreu, e do governador do Estado, Blairo Maggi.

Fonte: Bienal dos Neg. da Agricultura

Data: 20-08-2009
  Enviar está notícia por e-mail  Imprimir esta notícia 

Notícias relacionadas
»Brandt investe no potencial de crescimento da agricultura brasileira e dobra de tamanho em dois anos
»Mais de duas mil pessoas prestigiam Ação Cooperada em Erechim
»Pesquisa desenvolve biscoito de cereais integrais com recheio de polpa de frutas brasileiras
»AgroBrasília 2017: Sucessão Familiar é tema da Feira
»Nutron auxilia produtores de suínos a diminuir o impacto das micotoxinas

Notícias anteriores
11-18/Out  19-26/Out  27/Out-03/Nov  04-11/Nov    

Noticias recentes

Copyright © 2000 - 2019 Agronline.com.br