Agronline
Página inicial dos artigos
Notícia
 
Agricultura
 
Agronegócios
 
Geral
Pecuária
 
Política
 
Tecnologia
 
Inicio > Pecuária
MG - Lições da Nova Zelândia devem ser seguidas pelo Brasil para alavancar produção leiteira
Uberaba - O modelo de produção de leite da Nova Zelândia foi o tema abordado durante palestra realizada na tarde de hoje (20/08) pelo professor da FAZU e responsável técnico pelo Projeto NZTE/APA (New Zeland Trade & Interprise/Dairy Partners Americas), Adilson de Paula Aguiar, durante a ExpoGenética 2009.

Adilson mostrou através de números, os motivos que levaram a Nova Zelândia a liderar o mercado mundial de lácteos, com 1/3 de participação. Entre os números apresentados por ele, está a taxa de lotação, que na Nova Zelândia é 3,5 vezes maior que no Brasil, a produção por vaca aproximadamente duas vezes maior e o intervalo de partos que é seis meses menor naquele país. Além disso, o nível de produtividade e qualidade da Nova Zelândia atingiu um índice tão elevado que o leite do país apresenta 30% a mais de sólidos do que o leite brasileiro, o que favorece a produção de leite em pó.

O professor da FAZU afirmou que a Nova Zelândia possui uma série de desafios e limitações para produção leiteira, tais como, isolamento geográfico, área territorial restrita, topografia (relevo montanhoso), clima (chuvas em abundância em um extremo e falta de chuvas em outro), elevado preço da terra, e o menor subsídio para produção entre os países do mundo. Mas para driblar estes problemas criou um sistema de produção extremamente eficiente baseado na produção de leite a pasto, com o desenvolvimento de uma metodologia única de manejo de pastagem. "Os neozelandeses são ótimos planejadores e souberam desenvolver um planejamento alimentar em sistema de pastejo excelente", avaliou.

Ele explicou que os produtores fazem a correção e adubação do solo com fósforo e nitrogênio de maneira correta, uma vez que os solos do país apresentam baixa fertilidade natural e como o pasto é de extrema qualidade, o uso de concentrados na alimentação dos bovinos é praticamente inexistente.

Em relação ao melhoramento genético, Adilson ressaltou que a maioria os animais passa por inseminação artificial e que aproximadamente 70% deles participam de um programa de melhoramento genético. Além disso, os produtores desenvolveram um indicador econômico usado na seleção de touros, que se baseia no valor que a progênie vai deixar de receita líquida para o produtor (onde entram características positivas como kg de proteína, kg de gordura, % de fertilidade e dias de longevidade).

Além disso, na Nova Zelândia existe uma grande preocupação com o meio ambiente. Nas fazendas neozelandesas todos os efluentes das salas de ordenha são armazenados em tanques e posteriormente utilizados em fertirrigação, para não contaminar os lençóis freáticos. Adilson concluiu a palestra afirmando que o Brasil precisa seguir algumas lições da Nova Zelândia, principalmente no que diz respeito à pastagem, por ser o país mais deficiente em exploração de pastagem tropical e ainda na questão relativa aos recursos humanos para produção de leite.

Pólo de Leite

Logo após a palestra de Adilson, foi a vez do gerente executivo do Pólo de Excelência do Leite de Minas Gerais, Airdem Gonçalves de Assis falar sobre "Qualidade, Segurança e Exportação de Produtos Lácteos". Ele falou sobre a atual fase da produção leiteira do estado de Minas Gerais, que se destaca com 28% do volume de produção nacional, e em seguida apresentou os desafios do setor leiteiro no estado: melhoria nos índices de produtividade e qualidade, agregação de valor e melhoria estruturais para aproveitar seu potencial exportador.

A partir daí, Airdem mostrou os projetos estruturadores que começaram a ser feitos pelo Pólo há cerca de dois anos para alavancar a atividade em Minas Gerais.

O Pólo é um programa que faz parte do Plano Mineiro de Desenvolvimento Integrado, desenvolvido pelo Governo Estadual.

Fonte:

Associação Brasileira dos Criadores de Zebu - ABCZ

www.abcz.org.br

Data: 20-08-2009
  Enviar está notícia por e-mail  Imprimir esta notícia 

Notícias relacionadas
»Genômica e melhoramento genético em bovinos
»Produtores rurais serão beneficiados com a distribuição gratuita de 12 mil doses de sêmen da raça Girolando
»Estado de Roraima é considerado risco médio para febre aftosa
»Embrapa lança software para controle de verminose em ovinos na Agrifam
»Assentados paranaenses contarão com Salas da Cidadania para acessar serviços prestados pelo Incra

Notícias anteriores
12-19/Out  20-27/Out  28/Out-04/Nov  05-12/Nov    

Noticias recentes

Copyright © 2000 - 2019 Agronline.com.br