Agronline
Página inicial dos artigos
Notícia
 
Agricultura
 
Agronegócios
 
Geral
Pecuária
 
Política
 
Tecnologia
 
Inicio > Agronegócios
Baixo acesso à União Europeia preocupa setor da carne bovina
O setor de carne bovina está preocupado com o acesso à União Europeia. A demora na liberação de fazendas habilitadas a exportar para o bloco é um dos principais problemas para a pecuária de corte.

Analistas alertam que o setor da carne bovina já enfrenta problemas no mercado interno, como o menor consumo e o baixo preço. Para agravar a situação, ainda existe restrição de crédito internacional e queda nas exportações.

Segundo estimativas dos frigoríficos, seriam necessárias pelo menos cinco mil propriedades para que o volume exportado para a União Europeia volte ao mesmo patamar de 2006.

Naquele ano, o Brasil embarcou para o bloco 314,2 mil toneladas de carne in natura. O resultado foi uma receita de US$ 1,16 bilhão.

Hoje, de acordo com dados oficiais da União Europeia, 1,33 mil fazendas estão habilitadas a exportar.

Conforme o divulgado pela Agência Estado, a falta de infraestrutura é considerada a maior dificuldade para acelerar a habilitação de novas propriedades.

A conseqüência é ter pouco acesso a um mercado que compra em grande quantidade e paga bem pelo produto, como analisa a Scot Consultoria.

O filet mignon, por exemplo, é comercializado a um preço médio de US$ 15 mil por tonelada. Na Europa, o valor pago pelo corte é 70% maior, o que renderia US$ 25 mil por tonelada.

No período 2008/2009 o Brasil atendeu apenas 25% da participação que tem na Cota Hilton, que é de 5 mil toneladas. Para 2009/2010, os frigoríficos querem aumentar a cota para 10 mil toneladas.

E se a indústria sofre, os pecuaristas também. Deixar de produzir um animal habilitado para a Europa significa perder um prêmio que varia de 6% a 8% sobre o valor da arroba. Em São Paulo, a arroba do boi gordo tem sido negociada a aproximadamente R$ 80, valor que subiria para r$ 85,00 com o pagamento do prêmio.

Nessa terça, dia 11, o indicador Esalq/BM&F registrou o valor à vista de R$ 77,84 por arroba. A prazo, a cotação ficou em R$ 78,91 por arroba.

Data: 12-08-2009
Fonte: Canal Rural
  Enviar está notícia por e-mail  Imprimir esta notícia 

Notícias relacionadas
»Sicredi marca presença na 4ª Semana Nacional de Educação Financeira
»Com foco em produtos sustentáveis, Arysta LifeScience participa do CPAgro 2017 da Copacol
»FMC estimula produtores a praticar ações eficazes de manejo na AgroBrasília 2017
»CARNE FRACA: Mapa anuncia ações contra fraudes a embaixadas de 29 países
»Laticínios Davaca aposta em ERP da Sankhya para melhorar a gestão do negócio e sustentar ritmo de crescimento acelerado

Notícias anteriores
06-13/Nov  14-21/Nov  22-29/Nov  30/Nov-07/Dez    

Noticias recentes

Copyright © 2000 - 2019 Agronline.com.br