Agronline
Página inicial dos artigos
Notícia
 
Agricultura
 
Agronegócios
 
Geral
Pecuária
 
Política
 
Tecnologia
 
Inicio > Pecuária
MS - Sindicato Rural de Campo Grande oferece orientações sobre confinamento de gado
Mais de 60 produtores rurais receberam na noite da última segunda-feira instruções sobre confinamento de gado, no auditório do Sindicato Rural de Campo Grande, no Bairro Chácara Cachoeira, do diretor da Associação Nacional de Confinadores (Assocon), Juan Carlos Lebrón.

A técnica, segundo o palestrante, é uma estratégia com alto investimento para obter a qualidade do produto e a garantia de bons negócios na exportação. “Com o confinamento, aumenta-se a produtividade; também garante a diversificação da atividade. O pecuarista não pode se dar ao luxo de não ser agricultor”, explicou.

Nas observações de Lebrón, é preciso ainda estimular o consumo interno da carne no País. Segundo ele, a população brasileira com ganho de até cinco salários mínimos representa a alta elasticidade na aquisição do produto, de cinco a dez salários, a média, e acima de dez salários, baixa elasticidade. “Fazer a base ganhar mais dá mais impacto no consumo”, comentou.

Além destas considerações, o diretor da Assocon ressaltou a importância do ajuste de abate de bovinos associado à quantidade que a indústria consegue absorver.

Convênio

Mesmo com condições favoráveis para o desenvolvimento do sistema de confinamento de gado, segundo Lebrón, Mato Grosso do Sul tem poucos confinadores (sem números exatos). “Primeiro, encontra-se Goiás com a maior produção, depois Mato Grosso, São Paulo e em quarta colocação fica Mato Grosso do Sul”, citou.

Para atender os produtores do Estado neste assunto, de acordo com o presidente do Sindicato Rural de Campo Grande, José Lemos Monteiro, a entidade formalizou convênio com a Assocon. “Os interessados poderão se cadastrar no sindicato e vão receber da Assocon informações de mercado”, esclareceu.

Atualmente, conforme Lebrón, existem 50 confinadores do País filiados à Assocon e abatem em média 600 mil cabeças por ano. As vantagens dos produtores associados, de acordo com o diretor da associação, é o amparo institucional, a prestação de serviços com análise de mercado e o protocolo de qualidade de produção. “Interessados em se associar devem entrar em contato com o sindicato pelo telefone (67) 3341-2151 ou email srcgrande@terra.com.br”.

Informações:

Sindicato Rural de Campo Grande

Data: 11-08-2009
  Enviar está notícia por e-mail  Imprimir esta notícia 

Notícias relacionadas
»Genômica e melhoramento genético em bovinos
»Produtores rurais serão beneficiados com a distribuição gratuita de 12 mil doses de sêmen da raça Girolando
»Estado de Roraima é considerado risco médio para febre aftosa
»Embrapa lança software para controle de verminose em ovinos na Agrifam
»Assentados paranaenses contarão com Salas da Cidadania para acessar serviços prestados pelo Incra

Notícias anteriores
29/Out-05/Nov  06-13/Nov  14-21/Nov  22-29/Nov    

Noticias recentes

Copyright © 2000 - 2019 Agronline.com.br