Agronline
Página inicial dos artigos
Notícia
 
Agricultura
 
Agronegócios
 
Geral
Pecuária
 
Política
 
Tecnologia
 
Inicio > Geral
Sugestão de pauta: Fitossanidade é foco do Circuito Tecnológico Etapa Milho
A partir de diagnósticos e entrevistas com produtores de milho do estado de Mato Grosso, o Circuito Tecnológico Etapa Milho terá como alvo nesta safra o tema fitossanidade. Realizado pela Aprosoja (Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de Mato Grosso) e pela Embrapa, com apoio do Imea (Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária), a terceira edição do circuito será realizada de 25 a 29 de abril. No total, são cinco equipes de especialistas com meta de visitar oito propriedades por dia.

O estado será dividido em quatro regiões, sendo que o principal polo produtor de milho (região Meio-Norte) receberá duas equipes técnicas. “Nesta safra, aprofundaremos a questão da fitossanidade das lavouras, avaliando pragas, doenças e plantas daninhas”, explica o pesquisador da Embrapa Milho e Sorgo (Sete Lagoas-MG) Alexandre Ferreira da Silva. “A definição do tema ‘fitossanidade’ foi feita a partir de demandas e subsidiará os processos de tomada de decisão por parte dos produtores”, explica o pesquisador.

Nesse sentido, após as visitas e diagnósticos, as equipes irão produzir documentos técnicos que poderão embasar as práticas de manejo das lavouras envolvendo o tema desta safra. Da Embrapa, participarão um especialista de cada área – pragas, doenças e plantas daninhas – além de um agente de transferência de tecnologia. “Essa é uma das inovações do circuito deste ano, já que esse último profissional poderá entender como ocorre o processo de difusão de tecnologias entre os produtores da região e como a Embrapa pode participar mais ativamente desse processo”, completa Alexandre.

METODOLOGIA – As lavouras de milho serão selecionadas aleatoriamente e estão sediadas em propriedades altamente tecnificadas, em sua maioria. As equipes fazem entrevistas com os gerentes ou com os responsáveis pela condução dos plantios e serão observados principalmente aspectos relacionados à fitossanidade. Uma avaliação de campo, por amostragem, em talhões, também será feita, verificando a presença de doenças, plantas daninhas, insetos-praga e também a ocorrência de inimigos naturais e a realização de práticas sustentáveis, como a área de refúgio.

Na última safra, o Circuito Tecnológico Etapa Milho percorreu seis mil quilômetros em cinco dias, com visitas a 111 fazendas instaladas em 26 municípios do Estado. A área total de milho chegou a 151.928 hectares. A área média das fazendas foi de 3.917 hectares, sendo que a área cultivada com milho chegou a 2.858 hectares. A produtividade média registrada foi de 110 sacas por hectare. Acesse os resultados aqui. Abaixo, conheça os participantes da Embrapa e suas respectivas especialidades.

Embrapa Milho e Sorgo

Alexandre Ferreira da Silva – Pesquisador da área de Manejo de Plantas Daninhas

Luciano Viana Cota – Pesquisador da área de Fitopatologia

Simone Martins Mendes – Pesquisadora da área de Entomologia

Fredson Ferreira Chaves – Analista da área de Transferência de Tecnologia

Embrapa Agrossilvipastoril

Anderson Ferreira – Pesquisador da área de Microbiologia

Flávio Fernandes – Chefe-adjunto de Transferência de Tecnologia

Rafael Major Pitta – Pesquisador da área de Entomologia

Acompanhe a realização o Circuito Tecnológico pela página da Aprosoja. http://www.aprosoja.com.br/blog/circuito-tecnologico

Data: 13-04-2016
Fonte: Embrapa
  Enviar está notícia por e-mail  Imprimir esta notícia 

Notícias relacionadas
»Brandt investe no potencial de crescimento da agricultura brasileira e dobra de tamanho em dois anos
»Mais de duas mil pessoas prestigiam Ação Cooperada em Erechim
»Pesquisa desenvolve biscoito de cereais integrais com recheio de polpa de frutas brasileiras
»AgroBrasília 2017: Sucessão Familiar é tema da Feira
»Nutron auxilia produtores de suínos a diminuir o impacto das micotoxinas

Notícias anteriores
20-27/Abr  28/Abr-05/Mai  06-13/Mai  14-21/Mai    

Noticias recentes

Copyright © 2000 - 2017 Agronline.com.br