Agronline
Página inicial dos artigos
Notícia
 
Agricultura
 
Agronegócios
 
Geral
Pecuária
 
Política
 
Tecnologia
 
Inicio > Tecnologia
Novas variedades de cana aumentam em até 30% rendimento de produtores
Produtores da região Central de Minas Gerais já colhem os resultados de um projeto desenvolvido para melhorar a qualidade e a produtividade das culturas de cana-de-açúcar no Estado. Edílson Fernandes Miranda, da propriedade Morada das Águas, conta que o rendimento aumentou em até 30% com as novas variedades de mudas testadas. "Agora chego a colher durante sete meses por ano, quando o normal é a colheita durar apenas cinco meses. Só aí já é um retorno muito grande", afirma o produtor, que utiliza a cana para produção de cachaça e alimentação do gado.

Edílson é um dos 40 agricultores que já aderiram aos testes na região de Sete Lagoas, com orientação técnica da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater-MG). Ele aponta ainda outras vantagens das mudas melhoradas, como teor de açúcar elevado e facilidade no manejo, o que reduz os custos da plantação. Além disso, estão chegando aos produtores com preço 25% abaixo das convencionais.

O projeto de avaliação e produção de novas mudas de cana-de-açúcar foi implantado em 2002 no município de Prudente de Morais (próximo a Sete Lagoas), pela Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), com o objetivo de disseminar variedades melhoradas. A parceria com a Emater-MG vem permitindo que as plantas saiam do centro de pesquisa e passem a ser testadas diretamente pelos produtores rurais.

EXPANSÃO

Os resultados são tão animadores que o projeto será estendido a partir de outubro. No viveiro de Prudente de Moraes, a produtividade supera as 100 toneladas por hectare, cerca de 25% superior à média do Estado. A exemplo do projeto desenvolvido lá, a Emater-MG e a Epamig são parceiras na instalação desses novos projetos, com o mesmo objetivo: avaliação, produção e distribuição de mudas de cana-de-açúcar de variedades melhoradas.

Na segunda etapa do projeto, serão implantados viveiros experimentais em Minas Novas (Jequitinhonha), Felixlândia, Pitangui, na região Central e São João del Rei. Em seguida, os produtores dessas regiões serão estimulados a plantar as novas mudas em suas propriedades, para que seu comportamento seja avaliado no campo.

O coordenador técnico da Emater-MG em Sete Lagoas, Walfrido Machado, explica que a pesquisa dessas novas variedades é importante para orientar os produtores a buscarem o tipo de muda mais adequado ao tipo de solo de sua propriedade e para o uso que se fará da cana _ alimentação de bovinos, produção de rapadura, melado, açúcar mascavo ou cachaça. "Orientamos também os produtores quanto à análise do solo, para que façam a correção e a adubação adequadas", informa.

CARACTERÍSTICAS

Na terceira safra desde que aderiu ao projeto, ao plantar cinco variedades em 3 hectares, Edílson Miranda já elegeu as suas preferidas. "A SP79-1011 é muito boa, com brotação extraordinária e teor de açúcar muito bom para todas as utilizações, chegando ao auge no meio da safra (julho e agosto). Para quem faz cachaça, é vantagem plantar várias espécies, pois assim podemos prolongar o período de produção", detalha. No quesito teor de açúcar, a campeã é a RB83-5486. "É um poço de mel.

Chegou a 24,5°, quando a média em geral é acima de 18° para a fabricação de cachaça", comemora Edílson. Outro destaque, lembra, é a SP80-1842. "Solta a palha com facilidade, então exige menos mão-de-obra", comenta. Seu alambique está em fase de registro e deverá produzir 30 mil litros por safra. O excedente de cana será vendido como muda e o bagaço resultante da produção de cachaça vai 50% na queima na caldeira e 50% para alimentação

de gado de corte semi-confinado.

Data: 03-10-2005
Fonte: Ascom/Emater-MG
  Enviar está notícia por e-mail  Imprimir esta notícia 

Notícias relacionadas
»Embalagens de plástico verde reduzem desperdício e dão mais segurança
»Tecnologia invade os campos agrícolas
»Banana transgênica pode ajudar no combate à desnutrição
»Pesquisa contribui para o controle da contaminação do solo
»Plano Nacional da Presidência da República regulamentará acesso de agricultores a recursos genéticos conservados pela Embrapa

Notícias anteriores
22-29/Ago  30/Ago-06/Set  07-14/Set  15-22/Set    

Noticias recentes

Copyright © 2000 - 2014 Agronline.com.br