Agronline
Página inicial dos artigos
Notícia
 
Agricultura
 
Agronegócios
 
Geral
Pecuária
 
Política
 
Tecnologia
 
Inicio > Geral
RS - Workshop Carne Angus propõe sustentabilidade da cadeia produtiva
A Associação Brasileira de Angus (ABA) promoveu ontem, na Casa RBS, na Expointer, o VI Workshop Carne Angus – Sustentabilidade e Saúde. A condução do tema dessa edição foi realizado pela jornalista Ana Amélia Lemos e transmitido ao vivo pelo Canal Rural. O presidente da ABA, Joaquim Francisco Bordagorry de Assumpção Mello, considerou elevado o nível das manifestações da plateia e elogiou a qualidade dos palestrantes. “O objetivo foi atingido porque, aqui, levantamos problemas que são o caminho para a busca de soluções.”

A percepção dos consumidores sobre a carne bovina produzida no Brasil, temática apresentada pela médica veterinária Marcia Dutra Barcellos (PUCRS), foi o assunto da abertura do ciclo de palestras do workshop. Marcia disse que a cadeia produtiva da carne precisa se organizar a partir de suas potencialidades para acompanhar as novas exigências do mercado mundial. “É fundamental cuidar mais das questões ambientais, de saúde e sociais a fim de atender a demanda do consumidor”, frisou.

Logo após, o zootecnista Ocimar Villela, do Instituto para o Agronegócio Responsável (Ares), falou sobre a produção de carne, no país, de forma sustentável e socialmente correta. O técnico afirmou que a pecuária no Brasil é a mais sustentável devido existências de reservas legais e a recuperação e conservação das Áreas de Preservação Permanentes (APPs). “A nossa pecuária também é a campo, e por ser realizada em conjunto com a agricultura é bastante competitiva e sustentável”, apontou.

A palestra seguinte foi proferida pela médica do Instituto de Cardiologia Vera Lucia Portal, que abordou a relação entre o consumo de carne e o colesterol e doenças coronarianas. Ela confirmou a importância da ingestão de carne para a dieta humana, por apresentar diversas propriedades nutricionais. A médica disse também que estudos científicos ainda não comprovaram que a carne magra seja causadora de doenças no coração ou de casos de câncer.

Fabiano Tito Rosa, da Scot Consultoria, último palestrante do workshop, abordou sobre o mercado do boi e o meio ambiente, e os reflexos no bolso do produtor. O consultor sugeriu a implementação de um sistema de gestão administrativa que assuma um compromisso socioambiental, faça uso da tecnologia e não se esqueça de investir em imagem. “É necessário adotar um modelo de pecuária economicamente eficiente, mas deixando as florestas em pé”, argumentou.

Ao final das palestras, um debate, coordenado pelo diretor do Canal Rural, Donário Lopes de Almeida, abriu espaço para a plateia se expressar quanto a ações concretas que a cadeia produtiva da carne bovina deve adotar frente aos desafios. Produtores apresentaram diversas opiniões e sugestões para que o setor torne-se mais competitivo no mercado mundial. O tom das manifestações, entretanto, foi pontuado pela necessidade de trabalhar a integração do setor para que seja pró-ativo. Criadores também consideraram imprescindível mostrar à sociedade que a produção bovina não é nenhuma vilã.

Fonte: Associação Brasileira de Angus

Data: 04-09-2009
  Enviar está notícia por e-mail  Imprimir esta notícia 

Notícias relacionadas
»Brandt investe no potencial de crescimento da agricultura brasileira e dobra de tamanho em dois anos
»Mais de duas mil pessoas prestigiam Ação Cooperada em Erechim
»Pesquisa desenvolve biscoito de cereais integrais com recheio de polpa de frutas brasileiras
»AgroBrasília 2017: Sucessão Familiar é tema da Feira
»Nutron auxilia produtores de suínos a diminuir o impacto das micotoxinas

Notícias anteriores
02-09/Jul  10-17/Jul  18-25/Jul  26/Jul-02/Ago    

Noticias recentes

Copyright © 2000 - 2020 Agronline.com.br