Agronline
Página inicial dos artigos
Notícia
 
Agricultura
 
Agronegócios
 
Geral
Pecuária
 
Política
 
Tecnologia
 
Inicio > Geral
SC - Estado tem experiência pioneira com Produção Integrada de tomate
É catarinense a primeira experiência Produção Integrada (PI) de tomate de mesa do País. Em Caçador, pesquisadores trabalham para substituir práticas como o uso abusivo de agroquímicos e o manejo inadequado do solo por métodos científicos que reduzem os insumos poluentes e garantem uma produção sustentável.

“A PI é uma fase intermediária entre a agricultura convencional e a orgânica. Ela utiliza mecanismos respeitosos com o produtor e o meio ambiente para gerar alimentos seguros e de qualidade”, explica Walter Becker, coordenador do projeto e pesquisador da Epagri/Estação Experimental de Caçador.

O projeto é uma parceria entre Epagri, Universidade do Contestado (UnC), Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc), Associação de Tomaticultores de Caçador e Sindicatos Rural e dos Trabalhadores Rurais. Os resultados são comparados ao sistema convencional e já surpreendem.

Foi o que aconteceu na propriedade de Sidnei Bertotto. A primeira diferença que ele percebeu foi no uso de insumos químicos. “Eu achava que as plantas precisassem de algum produto e aplicava. Não sabia a hora certa nem a quantidade, então acabava usando em excesso”, conta. Agora a lavoura é monitorada e o produtor aplica os insumos quando é necessário e na quantidade certa. Além disso, ele faz plantio direto sobre a palha de aveia e não precisa aplicar herbicida.

Quando começou a colher, Sidnei teve uma surpresa: “Os frutos são mais saudáveis e graúdos”, conta. A produtividade também foi maior: na PI, ele colheu 425 caixas por mil pés, enquanto no sistema convencional cada mil pés renderam 395 caixas.

Na medida certa

Essa transformação tem base em uma série de estudos. “Nas pesquisas, monitoramos as características físico-químicas do solo e da nutrição da planta e determinamos as dosagens de nitrogênio, fósforo e potássio a serem aplicadas durante o ciclo, proporcionando uma adubação equilibrada”, conta Becker.

Os estudos permitiram adaptar e desenvolver sistemas de monitoramento e alerta para as principais doenças do tomateiro. Acompanhando temperatura, período de molhamento foliar, umidade do ar e quantidade de chuva, é possível verificar as condições que predispõem o ataque das pragas. Segundo o pesquisador, o alerta para o controle da requeima reduziu em 54% o uso de fungicidas e a pesquisa com a mancha bacteriana indica redução de 50% no uso de agrotóxicos em relação à produção convencional.

Armadilhas de feromônios (atrativos sexuais) são usadas para monitorar e capturar a broca grande, a broca pequena e a traça do tomateiro. Outra técnica é o plantio de girassol junto à lavoura para atrair insetos como burrinhos e vaquinhas. Quando as pragas se instalam nos girassóis, o produtor pulveriza essas plantas, preservando os tomateiros.

O projeto também prevê a implantação do sistema de rastreabilidade, que possibilitará identificar tudo o que foi feito com o tomate, desde a lavoura, para que o consumidor tenha um produto seguro.

O trabalho está focado nas áreas de solos e nutrição de plantas, fitotecnia, entomologia, fitopatologia, climatologia, irrigação, análise de água, meio ambiente, cadeia produtiva e assistência técnica. Das quatro fases para a implantação de um sistema de PI, o projeto está na segunda. A próxima, que começa no ano que vem, é a formação de um grupo de agricultores, técnicos e extensionistas para receberem treinamento. Em 2011 começa o processo de certificação.

Fonte: Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural e Santa Catarina S.A - EPAGRI - www.epagri.rct-sc.br

Data: 04-09-2009
  Enviar está notícia por e-mail  Imprimir esta notícia 

Notícias relacionadas
»Brandt investe no potencial de crescimento da agricultura brasileira e dobra de tamanho em dois anos
»Mais de duas mil pessoas prestigiam Ação Cooperada em Erechim
»Pesquisa desenvolve biscoito de cereais integrais com recheio de polpa de frutas brasileiras
»AgroBrasília 2017: Sucessão Familiar é tema da Feira
»Nutron auxilia produtores de suínos a diminuir o impacto das micotoxinas

Notícias anteriores
02-09/Jul  10-17/Jul  18-25/Jul  26/Jul-02/Ago    

Noticias recentes

Copyright © 2000 - 2020 Agronline.com.br