Agronline
Página inicial dos artigos
Notícia
 
Agricultura
 
Agronegócios
 
Geral
Pecuária
 
Política
 
Tecnologia
 
Inicio > Geral
Ufla: 4ª melhor do Brasil, mantém parceria com Tabapuã para pesquisa
A Universidade Federal de Lavras (Ufla) ficou classificada em 4º lugar entre as melhores universidades públicas e privadas do Brasil de acordo com o IGC (Índices Gerais de Cursos das Instituições). Esse é um indicador de qualidade de instituições de ensino superior divulgado na última segunda-feira pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), autarquia do MEC.

Em termos quantitativos, a universidade atingiu 405 pontos em valores contínuos (pontuação de 0 a 500) e a faixa nota 5 numa escala que varia de 1 a 5. Esse indicador considera, em sua composição, a qualidade dos cursos de graduação e de pós-graduação (mestrado e doutorado).

De acordo com o Reitor da Ufla, Prof. Antônio Nazareno Guimarães Mendes, vários fatores contribuíram para esta conquista, cada um deles com uma parcela do mérito alcançado. “Eu destaco a seriedade do trabalho, a competência e a dedicação dos nossos professores e técnicos administrativos envolvidos no ensino de graduação e de pós-graduação. A Ufla dispõe de recursos humanos altamente qualificados e comprometidos com a qualidade do ensino superior em todos os níveis”.

O Reitor destacou também o elevado nível dos estudantes de graduação e de pós-graduação, “afinal são eles os avaliados pelo Inep, além da instituição. São estudantes universitários muito bem selecionados e que se dedicam com garra durante sua formação profissional, empreendedora e cidadã numa universidade como a nossa. O resultado não poderia ser outro: somos hoje a 4ª melhor Universidade do Brasil, a 2ª melhor de Minas Gerais e a 1ª melhor do país em Ciências Agrárias”.

Outro fator que contribuiu para esta conquista é a ampliação na infraestrutura física da instituição em pelo menos 12.500 m2 em novas obras a cada ano nos últimos 5 anos. Há permanente preocupação com a ambiência nos locais de aula e de trabalho. “Só para se ter uma idéia, nossa universidade recebe em média 5 vezes mais recursos para obras que a média da rede IFES de universidades federais, porque o REUNI representa somente 20% do investimento total que estamos fazendo em 2009 e 2010; os 80% restantes são captados em outras fontes de financiamento, nos governos federal e estadual e também junto à bancada mineira de parlamentares. Fruto de intenso trabalho de toda a nossa equipe administrativa, que felizmente conta com pró-reitores, diretores, chefes e coordenadores altamente comprometidos com uma administração séria e focada em resultados”, explica o Reitor.

101 anos

O prof. Nazareno afirma também que os 101 anos da universidade contribuíram para que ela chegasse a essa posição, especialmente porque não se constrói uma instituição de excelência em curto espaço de tempo. “São necessários muitos anos de trabalho, o enfrentamento de inúmeros desafios, sua superação e transformação em oportunidades de crescimento para se chegar a este patamar. Por isto, afirmo com frequência que nossa Esal-Ufla é fruto de uma construção coletiva, de várias gerações de estudantes, professores e técnicos, de quem recebemos o legado de dar prosseguimento a esta história de sucesso”.

Ensino & Pesquisa

O Reitor enfatizou a relação entre a pesquisa, o ensino e a captação de recursos. “Somos uma ‘Universidade de pesquisa’ porque ofertamos 19 programas de pós-graduação Stricto sensu, o que resulta em mais de 1.200 projetos de pesquisa em andamento, estes responsáveis pela captação de expressiva soma de recursos para o custeio adicional à manutenção dos laboratórios e, em grande parte, pela compra de equipamentos. Além disso, nossos estudantes de graduação têm a oportunidade de se envolverem nestas atividades de geração de conhecimento e tecnologias, apoiados e tutorados diretamente por mestrandos e doutorandos. Eles também se envolvem em muitas atividades de extensão universitária e em projetos realizados em várias comunidades”.

Planos para o futuro

Com relação aos planos para o futuro, o prof. Nazareno fala no compromisso de dar prosseguimento à esta trajetória de sucesso. “Novos cursos e programas serão criados, mas de forma planejada, sempre lastreados por quesitos que assegurem sua consolidação como referência de qualidade. Pretendemos, inclusive, realizar um seminário no mês de dezembro próximo, quando a Ufla comemorará seu jubileu de cristal como Universidade, 15 anos da transformação de Esal em Ufla. Neste evento, faremos uma profunda reflexão sobre a evolução no período, discutindo a nossa Ufla de hoje e de amanhã com professores, técnicos e estudantes. Depois, apresentaremos o resultado desta reflexão ao Conselho de Desenvolvimento Institucional, que é constituído por cerca de 50 pessoas que representam a comunidade acadêmica, de Lavras e região. Teremos, a partir daí, aproximadamente 2,5 anos de mandato pela frente, tempo que consideramos suficiente para implementarmos as ações propostas. Pretendemos concluir nosso mandato e entregar a Ufla consolidada, de fato, na dimensão Universidade, à próxima gestão em 2012. Afinal, este foi o compromisso que assumimos, o professor Fialho e eu, quando nos candidatamos a reitor e vice”, finalizou.

Assessoria de Comunicação Social

Universidade Federal de Lavras

35.3829.1104

www.ufla.br

Data: 04-09-2009
  Enviar está notícia por e-mail  Imprimir esta notícia 

Notícias relacionadas
»Brandt investe no potencial de crescimento da agricultura brasileira e dobra de tamanho em dois anos
»Mais de duas mil pessoas prestigiam Ação Cooperada em Erechim
»Pesquisa desenvolve biscoito de cereais integrais com recheio de polpa de frutas brasileiras
»AgroBrasília 2017: Sucessão Familiar é tema da Feira
»Nutron auxilia produtores de suínos a diminuir o impacto das micotoxinas

Notícias anteriores
02-09/Jul  10-17/Jul  18-25/Jul  26/Jul-02/Ago    

Noticias recentes

Copyright © 2000 - 2020 Agronline.com.br