Agronline
Página inicial dos artigos
Notícia
 
Agricultura
 
Agronegócios
 
Geral
Pecuária
 
Política
 
Tecnologia
 
Inicio > Agronegócios
Bolsa de Suínos de SP: preços serão definidos via Web
Um mercado firme e comprador. Preços em recuperação. Animais ainda leves e boas perspectivas de consumo com as safras de laranja e cana-de-açúcar movimentando o comércio no Estado. Estes foram os principais pontos destacados por suinocultores de São Paulo nesta quinta-feira à tarde, dia 3 de setembro, durante a quarta bolsa de Suínos da Associação Paulista dos Criadores de Suínos (APCS).

A reunião fechou o primeiro mês das alterações implementadas desde o início de agosto, quando a Bolsa passou a se reunir às quintas-feiras como forma de refletir com mais precisão as alterações de produção e mercado ao longo da semana, garantindo preços mais justos para os produtores.

Eles acabaram definindo um novo preço para a arroba do suíno vivo, em R$ 44 e R$ 45, um a dois reais acima da cotação decidida na semana passada. “A bolsa nunca esteve tão criteriosa. Já foram fechados negócios a R$ 44 e até o fim desta sexta-feira pagar R$ 45 vai ser realidade. Não temos pressa. Existem muitos animais leves, temos um feriado prolongado, com frente fria, e o consumo vai subir ainda mais. Os preços do varejo estão estabilizados há quase dois meses. Se os frigoríficos não aceitarem estes valores, correm o risco de ficar sem animal para abate aqui em São Paulo”, analisou Valdomiro Ferreira, Presidente da APCS.

Durante a Bolsa, produtores e representantes de frigoríficos relataram que a semana foi boa para negócios, com preços entre R$ 43 e R$ 44, grande procura pelos abatedouros e algumas granjas preferindo não fazer negócios por causa da leveza dos animais. Os suinocultores foram unânimes, também, em elogiar o atual panorama de comercialização depois da entrada em vigor do Regime Especial do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), válido por 90 dias e que pôs fim à cobrança na negociação de carne suína entre os Estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul e São Paulo.

“A medida tornou os preços mais claros, justos, equivalentes e respeitados. Sem falar que tornou o mercado mais igualitário e praticamente eliminou a informalização do intermediário, que acabava abocanhando parte do dinheiro. E para o produtor paulista foi excelente porque houve uma diminuição dos volumes de carne oriundos de Santa Catarina e do Paraná. E quando estes volumes voltarem, porque nossa praça é muito consumidora, os preços serão equivalentes”, explicou Valdomiro Ferreira.

Este novo fôlego conseguido pelo setor chega num momento de novas alterações na política de debates e formação de preços em São Paulo. Além da mudança de dia, a nova bolsa realiza toda segunda-feira, das 3 às 5 da tarde, uma análise de mercado pela Internet, com a participação de produtores, empresas, jornalistas, associados e pessoas do segmento de São Paulo, Santa Catarina, Paraná e Minas Gerais. Quem estiver interessado, basta se cadastrar pelo endereço fsuinos@hotmail.com ou entrar em contato com a APCS.

E o futuro promete ainda mais. Valdomiro Ferreira adiantou que não vai demorar para a Bolsa de Suínos ser realizada totalmente pela Internet. “O objetivo final é trocarmos informações de mercado pelo nosso endereço conjunto e fazermos a definição de preços da carne suína num webconferência, restrita aos produtores e frigoríficos. Assim, ganharemos tempo sem precisar ficar se deslocando de carro, largando o trabalho e enfrentando estrada e trânsito toda semana. Ainda vamos conseguir fazer com que o produtor de suínos gaste seu tempo apenas com o primordial do negócio, planejando, pensando em produtividade e qualidade. A gente chega lá”, concluiu o presidente da APCS.

Fonte: PorkWorld

Data: 04-09-2009
  Enviar está notícia por e-mail  Imprimir esta notícia 

Notícias relacionadas
»Sicredi marca presença na 4ª Semana Nacional de Educação Financeira
»Com foco em produtos sustentáveis, Arysta LifeScience participa do CPAgro 2017 da Copacol
»FMC estimula produtores a praticar ações eficazes de manejo na AgroBrasília 2017
»CARNE FRACA: Mapa anuncia ações contra fraudes a embaixadas de 29 países
»Laticínios Davaca aposta em ERP da Sankhya para melhorar a gestão do negócio e sustentar ritmo de crescimento acelerado

Notícias anteriores
02-09/Jul  10-17/Jul  18-25/Jul  26/Jul-02/Ago    

Noticias recentes

Copyright © 2000 - 2020 Agronline.com.br