Agronline
Página inicial dos artigos
Notícia
 
Agricultura
 
Agronegócios
 
Geral
Pecuária
 
Política
 
Tecnologia
 
Inicio > Agricultura
MS - Custeio da safra aumentou em 125% até agosto
Até agosto o volume de recursos liberados pelo Banco do Brasil para custeio da safra 2009/10 em Mato Grosso do Sul já superou em 125% o montante financiado durante o mesmo período de 2008. Segundo o gerente de Agronegócios da superintendência estadual do Banco, Loureno Budke, são R$ 300 milhões já liberados, contra R$ 133 milhões de janeiro a agosto de 2008.

O plantio da soja responde por 80% do valor financiado. Neste ano os recursos para custeio estão 30% maiores, com disponibilidade de liberar R$ 1,3 bilhão até junho de 2010. Porém, explica Loureno, como o custo de produção caiu cerca de 20%, por conta da acomodação de preços de insumos, a tendência é que não seja contratado todo este volume.

Loureno observa que este ano a liberação de recursos ocorreu bem mais cedo que nos anos anteriores. “No dia 2 de julho já estávamos contratando quando em anos anteriores só tínhamos autorização no final de julho”, compara. A conseqüência é que a contratação mais que dobrou nos primeiros meses.

Ele lembra que ainda faltam 50 dias para o início do plantio e por isso a instituição está empenhada em conquistar novos clientes e atualizar cadastro dos que já tem e ainda não buscaram os recursos.

Dos R$ 1,3 bilhão disponibilizados pelo Banco do Brasil para custeio, R$ 620 milhões são para o plantio da soja, R$ 360 milhões para a pecuária e R$ 200 milhões para o milho safrinha.

FCO – Ontem representantes do governo, do Banco do Brasil e do Ministério da Integração estiveram reunidos na superintendência da instituição para discutir o planejamento para aplicação dos recursos do FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste) em 2010.

O fundo tem as taxas de juros mais competitivas do mercado. Neste ano, até agosto, foram liberados R$ 542 milhões em Mato Grosso do Sul, volume 50% maior que nos oito primeiros meses de 2008.

O fundo financia empreendimentos rurais e empresariais e tem como princípio apoiar iniciativas com agregação de receita, geração de emprego e renda. O fundamental, porém, é que os empreendimentos reúnam vantagens competitivas assegurando o retorno dos recursos.

Data: 03-09-2009
Fonte: Campo Grande News
  Enviar está notícia por e-mail  Imprimir esta notícia 

Notícias relacionadas
»Resistência na ferrugem da soja ganha força
»Resistência na ferrugem da soja ganha força
»Produtores do RS já colheram 8,5 milhões de toneladas de arroz
»SC quer erradicar cancro europeu dos pomares de maçã
»Curso Internacional de Sementes: Fisiologia e Qualidade

Notícias anteriores
07-14/Jul  15-22/Jul  23-30/Jul  31/Jul-07/Ago    

Noticias recentes

Copyright © 2000 - 2020 Agronline.com.br